1. Fez de pau de acácia o altar dos holocaustos, que tinha cinco covados em comprimento e em largura, e três de alto,

2. de cujos ângulos saíam as pontas, e cobriu-o com lâminas de bronze.

3. Para o seu serviço preparou diversos utensílios de bronze, caldeiras, tenazes, garfos, ganchos e braseiros.

4. E fez a sua grelha de bronze em forma de rode, que colocou em baixo, sob o rebordo do altar, a meia altura dele,

5. tendo vazado quatro argolas para pôr nos quatro cantos da grelha, a fim de por elas fazer passar os varais para o transporte;

6. fez esses mesmos varais de pau de acácia, cobriu-os com lâminas de bronze,

7. e meteu-os nas argolas, que sobressaíam dos lados do altar. O altar, porém, não era maciço, mas (feito) de tábuas, oco por dentro.

8. Fez também a bacia de bronze e a sua base com os espelhos das mulheres, que velavam à porta do tabernáculo. (ver nota)

9. Fez mais o átrio, a cujo lado meridional estavam cortinas de linho fino retorcido, com o comprimento de cem côvados.

10. Havia vinte colunas de bronze com suas bases; os capitéis das colunas e todos os ornatos da obra eram de prata.

11. Do mesmo modo do lado setentrional as cortinas, as colunas, as bases e os capitéis das colunas eram da mesma medida, lavor e metal.

12. Mas, do lado que olha para o ocidente, havia cortinas de cinqüenta côvados, e dez colunas de bronze com suas bases; os capitéis das colunas e todos os ornatos da obra eram de prata.

13. Pelo lado do oriente dispôs cortinas de cinqüenta côvados;

14. delas deu quinze côvados de cortina e três colunas com suas bases a um lado,

15. e ao outro lado (porque entre um e outro fez a entrada do tabernáculo) deu igualmente quinze côvados de cortina e três colunas com outras tantas bases.

16. Todas as cortinas do átrio eram tecidas de linho fino retorcido.

17. As bases das colunas eram de bronze, e os seus capitéis, com todos os seus ornatos, de prata; as mesmas colunas do átrio revestiu-as também de prata.

18. À entrada do átrio, fez uma cortina com trabalho de bordados de jacinto, de púrpura, de escarlate e de linho fino retorcido, que tinha vinte côvados de comprimento, e cinco côvados de altura, segundo a medida que tinham as cortinas do átrio.

19. Havia, pois, à entrada quatro colunas com bases de bronze, e seus capitéis e ornatos de prata.

20. Fez de bronze as escápulas do tabernáculo e do átrio em redor.

21. Estas são as partes em redor do tabernáculo do testemunho que foram enumeradas segundo a ordem de Moisés por trabalho dos Levitas sob a direcção de Itamar, filho do Sacerdote Aarão,

22. e que foram completadas por Beseleel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá, segundo a ordem que o Senhor tinha dado por meio de Moisés,

23. tendo servido a Beseleel de ajudante Ooliab, filho de Àquisamech, da tribo de Dan, o qual foi artista hábil em obras de madeira, em tecidos de várias cores, e em bordados de púrpura violácea e escarlate e carmesim, e de linho fino.

24. Todo o ouro que foi empregado na obra do santuário, produto de ofertas, foi de vinte e nove talentos, e setecentos e trinta siclos segundo a medida do santuário.

25. Estas ofertas foram feitas pelos que entraram no recenseamento, de vinte anos para cima, isto e, por seiscentos e trés mil quinhentos e cinqüenta homens de armas.

26. Recolheram-se, além disto, cem talentos de prata de que foram feitas as bases (das colunas) do santuário, e a entrada onde estava suspenso o véu.

27. Foram feitas cem bases de cem talentos, contando-se um talento por cada base.

28. Com mil e setecentos e setenta e cinco (siclos) fez os capitéis das colunas, as quais também revestiu de prata.

29. Foram também oferecidos setenta talentos, e dois mil e quatrocentos siclos de bronze,

30. com que foram fundidas as bases (das colunas) para a entrada do tabernáculo da reunião e o altar de bronze com a sua grelha, todos os instrumentos pertencentes ao seu uso,

31. as bases do átrio, tanto as do redor dele, como as da entrada, e as escápulas do tabernáculo e do átrio em redor.





“Leve Deus aos doente; valera’ mais do que qualquer tratamento!” São Padre Pio de Pietrelcina