1. Quanto àquelas coisas sobre que me escrevestes, (digo que) é bom para o homem não tocar mulher;

2. mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua mulher, e cada uma tenha o seu marido.

3. O marido dê a sua mulher o que lhe deve; e, da mesma maneira, também a mulher ao marido.

4. A mulher não tem poder sobre o seu corpo, mas sim o marido. E, da mesma sorte, o marido não tem poder sobre o seu corpo, mas sim a mulher.

5. Não vos recuseis um ao outro, senão de comum acordo, durante algum tempo, para vos aplicardes à oração; e de novo tornai a coabitar, para que não vos tente Satanás por vossa incontinência.

6. Mas digo-vos isto por condescendência, não por mandamento.

7. Porque eu queria que todos fossem como eu; porém, cada um tem de Deus o seu próprio dom: um de um modo, e outro de outro.

8. Digo aos não casados e às viúvas que lhes é bom permanecer assim, como também eu.

9. Mas, se não se contêm, casem-se. Porque é melhor casar-se do que abrasar-se (no fogo da torpeza).

10. Quanto aqueles que estão unidos em matrimônio, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher se não separe do marido;

11. e, se ela se separar, fique sem casar, ou reconcilie-se com seu marido, E o marido igualmente não repudie sua mulher.

12. Aos outros, sou eu que lhes digo (a minha opinião), não o Senhor: se algum irmão (nosso) tem uma mulher não cristã, e esta consente em habitar com ele, não a repudie;

13. Se uma mulher (cristã) tem um marido não cristão, e este consente em habitar com ela, não deixe esta o seu marido;

14. porque o marido não cristão é santificado pela mulher (cristã), e a mulher não cristã é santificada pelo marido cristão. Doutra sorte os vossos filhos seriam impuros, enquanto que agora são santos. (ver nota)

15. Porém, se a parte não cristã se separa, separe-se. Neste caso, já o irmão ou irmã não estão mais ligados: Deus vos chamou à paz.

16. Porque, sabes tu, ó mulher, se salvarás (ou converterás) teu marido (infiel)? Ou sabes tu, ó marido, se salvarás tua mulher?

17. Somente cada um proceda conforme o Senhor lhe deu, e cada um conforme Deus o chamou (à fé): é assim que eu ordeno em todas as igrejas. (ver nota)

18. É chamado algum, sendo circuncidado? Não procure parecer incircuncidado. É chamado algum incircuncidado? Não se circuncide.

19. A circuncisão nada vale, e a incircuncisão nada vale, mas a observância dos mandamentos de Deus é que vale.

20. Cada um permaneça no estado em que se encontrava quando foi chamado.

21. Foste chamado, sendo servo? Não te dê isso cuidado; ainda que possas tornar-te livre, escolhe antes servir.

22. Em verdade, o servo que foi chamado ao Senhor, é um liberto do Senhor; igualmente o que foi chamado, sendo livre, é um servo de Cristo.

23. Por grande preço fostes comprados! Não vos torneis servos dos homens.

24. Cada um, pois, Irmãos, permaneça diante de Deus no estado em que foi chamado.

25. Quanto, porém, às virgens, não tenho mandamento do Senhor, mas dou conselho, como homem que, pela misericórdia do Senhor, é digno de confiança.

26. Entendo, pois, que isto é bom por causa das dificuldades presentes, que é bom para o homem estar assim. (ver nota)

27. Estás ligado a uma mulher? Não busques desligar-te. Estás livre de mulher? Não busques mulher.

28. Mas, se tomares mulher, não pecas. E, se uma virgem se casar, não peca. Todavia estes sofrerão a tribulação da carne. E eu quisera poupar-vos (a ela).

29. Eis, pois, o que vos digo. Irmãos: o tempo é breve. Resta que os que têm mulheres, sejam como se as não tivessem; (ver nota)

30. os que choram, como se não chorassem; os que folgam, como se não folgassem ; os que compram, como se não possuíssem;

31. os que usam deste mundo, como se dele não usassem, porque a figura deste mundo passa.

32. Ora eu quereria que vivêsseis sem inquietação. O que está sem mulher, está cuidadoso das coisas que são do Senhor, como há-de agradar a Deus.

33. Mas, o que é casado, está cuidadoso das coisas que são do mundo, como há-de dar gosto a sua mulher, e (deste modo) está dividido.

34. Igualmente a mulher solteira e a virgem cuidam das coisas que são do Senhor, para serem santas de corpo e de espírito. Mas a que é casada cuida das coisas que são do mundo, de como agradará ao marido.

35. Digo isto para vosso proveito, não para vos atirar um laço, mas para o que é honesto e que vos dá faculdade de servir ao Senhor sem embaraço.

36. Mas, se algum julga que parece ser desonra, quanto a sua filha donzela, o ir-lhe passando a flor da idade, e que assim convém fazer-lhe o casamento, faça o que quiser; não peca, se ela se casar.

37. Mas o que resolveu firmemente dentro de si, não o obrigando a necessidade, mas podendo dispor à sua vontade, e determinou no seu coração conservar virgem a sua (filha), faz bem. (ver nota)

38. Aquele, pois, que casa a sua filha (virgem) faz bem ; o que a não casa, faz melhor.

39. A mulher está ligada durante todo o tempo que seu marido vive; mas, se morrer o seu marido, fica livre; case com quem quiser, contanto que seja no Senhor.

40. Porém, será mais feliz se permanecer assim, conforme o meu conselho. Ora julgo que também eu tenho o Espírito de Deus.





“Nossa Senhora está sempre pronta a nos socorrer, mas por acaso o mundo a escuta e se emenda?” São Padre Pio de Pietrelcina