1. Moisés convocou todo o Israel e disse-lhe: Ouve, ó Israel, as cerimónias e as ordenações, que eu hoje te vou fazer ouvir. Aprendei-as e ponde-as em prática.

2. O Senhor nosso Deus fez um pacto connosco em Horeb.

3. Não fez este pacto com nossos pais, mas connosco, que somos e vivemos hoje.

4. Falou-nos face a face no monte, no meio do fogo.

5. Eu fui naquele tempo o intérprete e o mediador entre o Senhor e vós para vos anunciar as suas palavras, porque vós temestes aquele fogo, e não subistes ao monte. Ora ele disse:

6. Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egipto, da casa da servidão.

7. Não terás em minha presença deuses estranhos.

8. Não farás para ti escultura, nem imagem alguma de tudo o que há no alto céu, ou em baixo na terra, ou nas águas de baixo da terra.

9. Não as adorarás, e nem lhes prestarás culto, porque eu sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que castigo a iniquidade dos pais sobre os filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem,

10. e que uso de misericórdia, até mil gerações, com aqueles que me amam e guardam os meus preceitos.

11. Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque não ficará impune aquele que tomar o seu nome por uma coisa vã.

12. Observa o dia de sábado, para o santificares, como o Senhor teu Deus te mandou.

13. Seis dias trabalharás, e farás todas as tuas obras.

14. O sétimo dia é o do sábado, isto é, o dia do descanso do Senhor teu Deus. Não farás nele trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu escravo, nem a tua escrava, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o forasteiro que está dentro das tuas portas, para que o teu escravo e a tua escrava descanse, como tu.

15. Lembra-te que também serviste no Egipto, e que o Senhor teu Deus te tirou de lá com mão poderosa e com braço estendido. Por isso te mandei que observasses o dia de sábado.

16. Honra teu pai e tua mãe, como te mandou o Senhor teu Deus, para viveres largo tempo e para seres bem sucedido na terra que o Senhor teu Deus está para te dar.

17. Não matarás.

18. Não cometerás adultério.

19. Não furtarás.

20. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

21. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem a sua casa, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o deu jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.

22. Estas palavras disse o Senhor a toda a vossa multidão sobre o monte no meio do fogo, da nuvem e da escuridão, com voz forte, sem juntar mais nada. Escreveu-as em duas tábuas de pedra, que me entregou.

23. Depois que ouvistes a voz do meio das trevas e vistes arder o monte, vós todos os chefes das tribos e os anciães viestes ter comigo e dissestes:

24. Eis que o Senhor nosso Deus nos mostrou a sua majestade e a sua grandeza; ouvimos a sua voz do meio do fogo, e experimentamos hoje que, falando Deus ao homem, o homem ficou com vida.

25. Por que morreremos nós, pois este grande fogo nos devorará? Porque, se tornarmos a ouvir a voz do Selhor nosso Deus, morreremos.

26. Qual é o homem que possa ouvir a voz do Deus vivo, que fala do meio do fogo, como nós o ouvimos, e permaneça vivo?

27. Aproxima-te antes tu, e ouve tudo o que o Senhor nosso Deus te disser; (depois) no-lo dirás, e nós, ouvindo-o, cumpri-lo-emos.

28. Tendo escutado isto o Senhor, disse-me: Eu ouvi o som das palavras que este povo te disse: em tudo falaram bem.

29. Quem dera que eles tivessem tal espírito, que me temessem e guardassem em todo o tempo todos os meus mandamentos, para que fosse bem a eles e a seus filhos para sempre.

30. Vai e dize-Ihes: Voltai para as vossas tendas.

31. Tu, porém, fica aqui comigo, e eu te direi todos os meus mandamentos, cerimônias, ordenações, que lhes ensinarás, para que as observem na terra, que lhes hei-de dar a possuir.

32. Guardai, pois, e fazei o que o Senhor Deus vos mandou: não declineis nem para a direita nem para a esquerda,

33. mas andai pelo caminho, que o Senhor vosso Deus vos prescreveu, para que vivais e vos suceda bem, para que os vossas dias se prolonguem na terra cuja posse obtereis.





“Seja paciente e espere com confiança o tempo do Senhor”. São Padre Pio de Pietrelcina