1. Vindicate me, O God, and defend my cause against an ungodly people; from deceitful and unjust men deliver me!

2. For thou art the God in whom I take refuge; why hast thou cast me off? Why go I mourning because of the oppression of the enemy?

3. Oh send out thy light and thy truth; let them lead me, let them bring me to thy holy hill and to thy dwelling!

4. Then I will go to the altar of God, to God my exceeding joy; and I will praise thee with the lyre, O God, my God.

5. Why are you cast down, O my soul, and why are you disquieted within me? Hope in God; for I shall again praise him, my help and my God.





“Não queremos aceitar o fato de que o sofrimento é necessário para nossa alma e de que a cruz deve ser o nosso pão cotidiano. Assim como o corpo precisa ser nutrido, também a alma precisa da cruz, dia a dia, para purificá-la e desapegá-la das coisas terrenas. Não queremos entender que Deus não quer e não pode salvar-nos nem santificar-nos sem a cruz. Quanto mais Ele chama uma alma a Si, mais a santifica por meio da cruz.” São Padre Pio de Pietrelcina