1. Fez, além disso, Salomão um altar de bronze com vinte côvados de comprido, vinte de largo e dez de alto.

2. Fez um mar fundido, que tinha dez côvados duma borda à outra, e era redondo em toda a volta; tinha cinco côvados de alto: um cordão de trinta côvados era a medida de toda a sua circunferência.

3. Por baixo do rebordo, em toda a volta havia figuras de bois, dez por cada côvado, em duas filas, fundidos numa só peça com o mar (de bronze).

4. O mesmo mar estava assente sobre doze bois, três dos quais olhavam para o setentrião, três para o ocidente, três para o meio-dia, e os três restantes para o oriente; o mar estava apoiada neles, e as partes posteriores dos bois ficavam ocultas para o lado de dentro.

5. A sua grossura era a medida dum palmo; a sua borda era como a dum copo, como a duma açucena aberta. Levava três mil batos.

6. Fez também dez bacias, e pôs cinco à direita, e cinco à esquerda, para lavarem nelas tudo o que se devia oferecer em holocausto; os sacerdotes, porém, lavavam-se no mar.

7. Fez mais dez candeeiros de ouro, segundo a forma que tinha sido prescrita, e pô-los no templo, cinco à direita, e cinco à esquerda.

8. Fez também dez mesas, e pô-las no templo, cinco à direita e cinco à esquerda. Igualmente fez cem taças de ouro.

9. Fez também o átrio dos sacerdotes, e o grande átrio com portas revestidas de bronze.

10. Colocou o mar ao lado direito contra o oriente, ao meio-dia.

11. Hirão fez caldeiras, garfos, taças e acabou toda a obra do rei na casa de Deus,

12. Isto é, duas colunas com os seus epistílios e capitéis, e uma espécie de redes, que cobriam os capitéis por cima dos epistílios.

13. Mais fez quatrocentas romãs e duas redes, de sorte que se juntavam duas ordens de romãs a cada uma das redes que cobriam os epistílios e os capitéis das colunas.

14. Fez também as bases e as bacias, que pôs sobre as bases;

15. o mar e os doze bois por baixo do mar;

16. as caldeiras, os garfos, e as taças. Mestre Hirão fez a Salomão todos os vasos de bronze muito puro para a casa do Senhor.

17. O rei mandou-os fundir na região do Jordão, numa terra argilosa, entre Socot e Saredata;

18. A quantidade dos vasos era inumerável, de modo que se não sabia o peso do bronze.

19. Salomão fez todos os vasos do templo de Deus, o altar de ouro, e as mesas, sobre as quais se punham os pães da proposição.

20. Fez mais de puríssimo ouro os candeeiros com as suas lâmpadas, para arderem diante do oráculo, segundo o rito,

21. e florões, lamparinas e tenazes de ouro: todas estas coisas foram feitas de ouro puríssimo;

22. os braseiros, e os turíbulos, e os copos, e os grais (eram) de ouro puríssimo. Mandou abrir lavores nas portas do templo interior, isto é, do Santo dos Santos; as portas do templo pela parte de fora eram de ouro. Assim se completaram todas as obras que Salomão fez na casa do Senhor.





“Que Jesus reine sempre soberano no seu coração e o faça cada vez mais digno de seus divinos dons.” São Padre Pio de Pietrelcina