1. Tu que habitas sob a proteção do Altíssimo,* que moras à sombra do Onipotente,

2. dize ao Senhor: “Sois meu refúgio e minha cidadela, meu Deus, em quem eu confio”.

3. É ele quem te livrará do laço do caçador, e da peste perniciosa.

4. Ele te cobrirá com suas plumas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te será um escudo de proteção.

5. Tu não temerás os terrores noturnos, nem a flecha que voa à luz do dia,

6. nem a peste que se propaga nas trevas, nem o mal que grassa ao meio-dia.

7. Caiam mil homens à tua esquerda e dez mil à tua direita: tu não serás atingido.

8. Porém, verás com teus próprios olhos, contemplarás o castigo dos pecadores,

9. porque o Senhor é teu refúgio. Escolheste, por asilo, o Altíssimo.

10. Nenhum mal te atingirá, nenhum flagelo chegará à tua tenda,

11. porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos.*

12. Eles te sustentarão em suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.*

13. Sobre serpente e víbora andarás, calcarás aos pés o leão e o dragão.

14. “Pois que se uniu a mim, eu o livrarei; e o protegerei, pois conhece o meu nome.

15. Quando me invocar, eu o atenderei; na tribulação estarei com ele. Hei de livrá-lo e o cobrirei de glória.

16. Será favorecido de longos dias, e eu lhe mostrarei a minha salvação.”

Bíblia Ave Maria - Minden jog fenntartva.





Uma filha espiritual perguntou a Padre Pio: “O Senhor cura tantas pessoas, por que não cura esta sua filha espiritual?” Padre Pio respondeu-lhe em voz baixa: “E não nos oferecemos a Deus?” São Padre Pio de Pietrelcina