1. Pedro e João subiam (um dia) ao templo para a oração da hora nona.

2. Era para ali trazido um certo homem, coxo de nascimento, o qual punham todos os dias à porta do templo, chamada a Formosa, para pedir esmola aos que entravam no templo.

3. Este, quando viu Pedro e João, que iam a entrar no templo, pedia que lhe dessem esmola.

4. Pedro, pondo nele os olhos juntamente com João, disse: "Olha para nós."

5. Ele os olhava com atenção, esperando receber deles alguma coisa.

6. Mas Pedro disse: "Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: Em nome de Jesus Cristo de Nazaré, levanta-te e anda."

7. E, tomando-o pela mão direita, o levantou. Imediatamente, se lhe consolidaram os pés e os tornozelos.

8. E, dando um salto, pôs-se em pé e andava. Depois entrou com eles no templo, andando, saltando e louvando a Deus.

9. Todo o povo o viu andando e louvando a Deus.

10. Reconheciam que ele era o mesmo que se sentava à porta Formosa do templo, a pedir esmola, e ficaram cheios de espanto e fora de si pelo que lhe tinha acontecido.

11. Estando ele agarrado a Pedro e a João, todo o povo estupefacto correu para estes ao pórtico, chamado de Salomão.

12. Pedro, vendo isto, falou assim ao povo: "Varões israelitas, por que vos admirais disto, por que pondes os olhos em nós, como se por nosso poder, ou por nossa piedade, tivéssemos feito andar este homem?

13. O Deus de Abraão, de Isaac e Jacob, o Deus de nossos pais, glorificou o seu Filho Jesus, a quem entregastes e negastes diante de Pilatos, sendo ele de opinião que se soltasse.

14. Negastes o Santo e o Justo, e pedistes o perdão para um homicida,

15. e matastes o autor da vida, a quem Deus ressuscitou dos mortos, do que nós somos testemunhas.

16. Mediante a fé em seu nome, é que o seu mesmo nome deu firmeza a este que vós vedes e conheceis; e a fé que vem dele foi que deu a este uma cura perfeita à vista de todos vós.

17. Agora, irmãos, sei que procedestes por ignorância, como também os vossos chefes.

18. Deus cumpriu assim o que tinha anunciado por boca de todos os profetas: que padeceria o seu Cristo.

19. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que os vossos pecados sejam perdoados,

20. para que o Senhor faça vir os tempos da consolação e envie aquele Jesus, o Cristo que vos foi destinado,

21. ao qual o céu deve guardar até aos tempos da restauração de todas as coisas, de que Deus falou antigamente pela boca dos seus santos profetas.

22. Moisés disse: O Senhor vosso Deus vos suscitará um profeta dentre vossos irmãos, como eu; a este ouvireis em tudo o que vos disser.

23. Todo aquele que não ouvir este profeta será exterminado do meio do povo (Dt. 18, 15-19).

24. E todos os profetas que falaram, desde Samuel em diante, anunciaram estes dias.

25. Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua posteridade serão abençoadas todas as famílias da terra (Gn. 22, 18).

26. Foi primeiramente para vós que Deus suscitou o seu servo e o enviou para vos abençoar, a fim de que cada um se desvie da sua iniquidade."





“Procuremos servir ao Senhor com todo o coração e com toda a vontade. Ele nos dará sempre mais do que merecemos.” São Padre Pio de Pietrelcina