1. “Deus de nossos pais, e Senhor de misericórdia, que todas as coisas criastes pela vossa palavra,

2. e que, por vossa sabedoria, formastes o homem para ser o senhor de todas as vossas criaturas,

3. governar o mundo na santidade e na justiça, e proferir seu julgamento na retidão de sua alma,

4. dai-me a sabedoria que partilha do vosso trono, e não me rejeiteis como indigno de ser um de vossos filhos.

5. Sou, com efeito, vosso servo e filho de vossa serva, um homem fraco, cuja existência é breve, incapaz de compreender vosso julgamento e vossas leis;*

6. porque qualquer homem, mesmo perfeito, entre os homens, não será nada, se lhe falta a sabedoria que vem de vós.

7. Ora, vós me escolhestes para ser rei de vosso povo e juiz de vossos filhos e vossas filhas.

8. Vós me ordenastes construir um templo na vossa montanha santa e um altar na cidade em que habitais: imagem da sagrada habitação que preparastes desde o princípio.*

9. Mas ao vosso lado está a sabedoria que conhece vossas obras; ela estava presente quando fizestes o mundo, ela sabe o que vos é agradável, e o que se conforma às vossas ordens.

10. Fazei-a, pois, descer de vosso santo céu, e enviai-a do trono de vossa glória, para que, junto de mim, tome parte em meus trabalhos, e para que eu saiba o que vos agrada.

11. Com efeito, ela sabe e conhece todas as coisas; prudentemente guiará meus passos e me protegerá no brilho de sua glória.

12. Assim, minhas obras vos serão agradáveis; governarei vosso povo com justiça, e serei digno do trono de meu pai.

13. Que homem, pois, pode conhecer os desígnios de Deus, e penetrar nas determinações do Senhor?

14. Tímidos são os pensamentos dos mortais, e incertas as nossas concepções;

15. porque o corpo corruptível torna pesada a alma, e a morada terrestre oprime o espírito carregado de cuidados.

16. Mal podemos compreender o que está sobre a terra, dificilmente encontramos o que temos ao alcance da mão. Quem, portanto, pode descobrir o que se passa no céu?

17. E quem conhece vossas intenções, se vós não lhe dais a sabedoria, e se do mais alto dos céus vós não lhe enviais vosso Espírito Santo?

18. Assim se tornaram direitas as veredas dos que estão na terra; os homens aprenderam as coisas que vos agradam e pela sabedoria foram salvos.”*

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.

9,1. Esta prece é inspirada na oração de Salomão, relatada nos livros históricos: 1Rs 3,6-9; 2Cr 1,8s.

9,5. Filho de: insistência na declaração de pertencer a Deus, porque os filhos dos escravos eram a inteira propriedade do Senhor.

9,8. Habitação sagrada: o templo era construído de acordo com o modelo do tabernáculo que Deus mandou Moisés construir segundo o exemplar que lhe mostrou no Sinai, imagem da própria morada sagrada do céu, preparada para o homem desde a origem do mundo.

9,18. Foram salvos: a Vulgata acrescenta – Todos aqueles, Senhor, que vos agradaram desde o começo.




Livraria Católica

Conheça esses e outros livros em nossa livraria.



“Leve Deus aos doente; valera’ mais do que qualquer tratamento!” São Padre Pio de Pietrelcina