1. Ao mestre de canto. Uma oitava abaixo. Salmo de Davi.*

2. Salvai-nos, Senhor, pois desaparecem os homens piedosos, e a lealdade se extingue entre os homens.

3. Uns não têm para com os outros senão palavras mentirosas; adulação na boca, duplicidade no coração.

4. Que o Senhor extirpe os lábios hipócritas e a língua insolente.

5. Aqueles que dizem: “Dominaremos pela nossa língua, nossos lábios trabalham para nós, quem nos será senhor?”.

6. Responde, porém, o Senhor: “Por causa da aflição dos humildes e dos gemidos dos pobres, irei levantar-me para lhes dar a salvação que desejam”.

7. As palavras do Senhor são palavras sinceras, puras como a prata acrisolada, isenta de ganga, sete vezes depurada.

8. Vós, Senhor, haveis de nos guardar, defender-nos sempre dessa raça maléfica,

9. porque os ímpios andam de todos os lados, enquanto a vileza se ergue entre os homens.*

Bíblia Ave Maria - Tutti i diritti riservati.

11,1. Queixa a propósito da desonestidade dos homens; pedido de socorro contra os inimigos; promessa da intervenção divina dada à oração confiante.

11,9. Texto incerto.





“Pobres e desafortunadas as almas que se envolvem no turbilhão de preocupações deste mundo. Quanto mais amam o mundo, mais suas paixões crescem, mais queimam de desejos, mais se tornam incapazes de atingir seus objetivos. E vêm, então, as inquietações, as impaciências e terríveis sofrimentos profundos, pois seus corações não palpitam com a caridade e o amor. Rezemos por essas almas desafortunadas e miseráveis, para que Jesus, em Sua infinita misericórdia, possa perdoá-las e conduzi-las a Ele.” São Padre Pio de Pietrelcina