1. Naqueles dias Matatias, filho de Joio, filho de Simeão, sacerdote, dentre os filhos de Joarib, saiu de Jerusalém e habitou sobre Modin.

2. Tinha cinco filhos: João, por sobrenome Gadis;

3. Simão, por sobrenome Tasi;

4. Judas, chamado Macabeu;

5. Eleázaro, por sobrenome Abaran; e Jónatas, por sobrenome Afos.

6. Vendo os males que se faziam entre o povo de Judá e em Jerusalém,

7. Matatias disse: Infeliz de mim! Para que nasci eu para ver a ruína do meu povo e a destruição da cidade santa, e estar sem fazer nada, quando é entregue nas mãos dos seus inimigos

8. e o santuário está entre as mãos dos estrangeiros? O seu templo é (tratado) como um homem infame.

9. Os vasos, que contribuíam para a sua glória, foram levados como cativos (para terras estrangeiras), as suas crianças foram trucidadas nas ruas, os seus jovens caíram mortos aos golpes da espada dos inimigos.

10. Que nação há que não tenha recebido alguma coisa deste (infeliz) reino, obtido parte dos seus despojos?

11. Toda a sua magnificência lhe foi roubada; ela, que era livre, está feita escrava.

12. Quanto tínhamos de santo, de ilustre e de glorioso, tudo foi destruído e profanado pelas nações.

13. De que nos serve pois o viver ainda?

14. Dito isto, rasgaram as suas vestes, Matatias e seus filhos, cobriram-se de cilícios e choraram amargamente.

15. Ao mesmo tempo chegaram ali os que o rei Antioco tinha enviado a constranger os da cidade de Modin a que apostatassem e sacrificassem (aos ídolos).

16. Muitos do povo de Israel, consentindo nisso, uniram-se a eles; porém Matatias e seus filhos perseveraram constantes.

17. Tomando a palavra os que tinham sido enviados por Antioco, disseram a Matatias: Tu és um notável, poderoso, respeitado nesta cidade, apoiado por filhos e irmãos.

18. Vem, pois, em primeiro lugar, e executa a ordem do rei, como o têm feito todas as nações, os homens de Judá e os que ficaram em Jerusalém; assim tu e os teus filhos sereis do número dos amigos do rei, ficareis cumulados de ouro, de prata e de muitas mercês.

19. Matatias respondeu em alta voz: Ainda que todas as nações pertencentes ao reino do rei lhe obedeçam, de tal sorte que cada um se aparte do Jugo da lei de seus pais e se submeta às ordens do rei,

20. eu, meus filhos e meus irmãos seremos fiéis à Aliança dos nossos pais.

21. Deus nos livre de abandonar a lei e os preceitos (que ele nos deu).

22. Não obedeceremos a estas ordens do rei, não nos desviaremos da nossa religião, nem para a direita, nem para a esquerda.

23. Apenas acabou de proferir tais palavras, apresentou-se à vista de todos um Judeu para sacrificar aos ídolos sobre o altar levantado na cidade de Modin, em observância à ordem do rei.

24. Viu-o Matatias e ficou abrasado de zelo: as suas entranhas comoveram-se, inflamou-se o seu furor segundo a lei, e, arremetendo contra ele, matou-o sobre o altar;

25. matou também ao mesmo tempo o oficial, que o rei Antíoco tinha enviado e que constrangia os Judeus a sacrificarem, e destruiu o altar.

26. Mostrou (assim) o seu zelo pela lei, como tinha feito Fineias, quando matou Zamri, filho de Salom.

27. Então Matatias gritou em alta voz na cidade, dizendo: Todo o que tem zelo pela lei e quer permanecer firme na aliança, siga-me.

28. E fugiu (imediatamente) com seus filhos para os montes, abandonando tudo o que tinham na cidade.

29. Então muitos que procuravam viver conforme a lei e a justiça, foram para o deserto

30. e lá estabeleceram a sua morada, assim eles como seus filhos, suas mulheres e seus gados, porque se viam inundados de angústia.

31. Foi anunciado aos oficiais do rei e ao exército que estava em Jerusalém, na cidade de Davide, que alguns homens, que tinham transgredido a ordem do rei, se haviam retirado a lugares escondidos do deserto, e que muitos os tinham seguido.

32. Imediatamente marcharam contra eles e prepararam-se para os atacar em dia de sábado.

33. Disseram-lhes: Chega o acontecido até agora! Saí, obedecei às ordens do rei, e vivereis.

34. Eles responderam: Não sairemos, nem obedeceremos à ordem do rei, pois seria profanar o dia de sábado.

35. Então (as tropas do rei) arrojaram-se contra eles;

36. eles não lhes resistiram, nem lhes atiraram uma só pedra, nem taparam as cavernas (onde estavam escondidos).

37. Morramos todos, disseram, na nossa simplicidade (ou, inocência), e o céu e a terra serão testemunhas de que nos fazeis morrer injustamente.

38. Acometidos, assim, em dia de sábado, foram mortos com suas mulheres, seus filhos e seus gados, em número de cerca de mil pessoas.

39. Souberam-no Matatias e os seus amigos, e choraram por eles amargamente.

40. Todavia disseram uns aos outros: Se todos fizermos como os nossos Irmãos, se não pelejarmos contra os gentios pelas nossas vidas e pelas nossas leis, em bem pouco tempo nos exterminarão da face da terra.

41. Tomaram, pois, naquele dia esta resolução: Se alguém, quem quer que seja, nos atacar em dia de sábado, pelejaremos contra ele, não nos deixaremos matar todos, como nossos Irmãos nos esconderijos.

42. Então juntou-se a eles o grupo dos Assideus, que eram dos mais valentes de Israel e todos zelosos guerra, pela lei. (ver nota)

43. Todos os que fugiam dos males que os ameaçavam, uniram-se a eles e serviram de reforço às suas tropas.

44. Formaram, pois, um exército e mataram os prevaricadores na sua ira, e os homens iníquos na sua indignação; os que escaparam fugiram para as nações, para se porem a salvo.

45. Foram por toda a parte, Matatias e seus amigos, destruíram os altares

46. e circuncidaram, à força todos os meninos que acharam por circuncidar em todo o país de Israel.

47. Perseguiram os (seus inimigos) filhos da soberba, e foi bem sucedida a empresa nas suas mãos.

48. Sustentaram a causa da lei contra o poder dos pagãos e contra o poder dos reis, e não permitiram ao pecador que prevalecesse.

49. Quando se aproximaram os dias da morte de Matatias, ele disse aos seus filhos: Agora domina a soberba, e é o tempo do castigo, da ruína e da Indignação.

50. Agora, pois, ó filhos, sede zeladores da lei e dai as vossas vidas pela aliança feita com vossos pais;

51. lembrai-vos das obras que fizeram vossos maiores, em seu tempo, e recebereis uma grande glória e um nome eterno.

52. Porventura Abraão não foi achado fiel na tentação, e não lhe foi isto contado como justiça?

53. José guardou os mandamentos (de Deus) no tempo da sua angústia, e veio a ser o Senhor do Egipto.

54. Fineias, nosso pai, abrasando-se em zelo (pela lei de Deus), recebeu a promessa dum sacerdócio eterno.

55. Josué, cumprindo a palavra (do Senhor), veio a ser juiz, de Israel.

56. Caleb, dando testemunho na assembleia do povo, recebeu uma herança.

57. Davide, pela sua brandura, conseguiu para sempre o trono do reino (de Israel).

58. Elias, ardendo em zelo pela lei, foi arrebatado ao céu.

59. Ananias, Azarias e Misael, crendo firmemente, foram salvos das chamas.

60. Daniel, na sua simplicidade, foi livre da boca dos leões.

61. Por este modo considerai vós tudo o que se tem passado de geração em geração; vereis que todos os que esperam em Deus não desfalecem,

62. Não temais, pois, as ameaças do homem pecador, porque toda a sua glória irá ter ao esterco e aos bichos;

63. hoje eleva-se, e amanhã desaparecerá, porque voltará ao seu pó, e todos os seus pensamentos se desvanecerão.

64. Vós, pois, filhos, armai-vos de valor e procedei com valentia em defesa da lei, porque por ela é que sereis gloriosos.

65. Aqui tendes Simão, vosso irmão; sei que ele é homem conselho; ouvi-o sempre, e ele será para vós um pai.

66. Judas Macabeu, de grande valor desde a sua mocidade, seja o general das vossas tropas e conduza a guerra contra as nações.

67. Juntareis a vós todos os observadores da lei e tomareis vingança dos agravos feitos ao vosso povo.

68. Pagai às nações o mal que elas têm feito e estai sempre atentos aos preceitos da lei.

69. Dito isto, abençoou-os e foi unir-se com seus pais.

70. Morreu no ano cento e quarenta e seis. Foi sepultado por seus filhos em Modin, no jazigo de seus pais, e todo o Israel o chorou amargamente. (ver nota)





“Que Nossa Mãe do Céu tenha piedade de nós e com um olhar maternal levante-nos, purifique-nos e eleve-nos a Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina