1. Glorificar-vos-ei, ó Senhor e Rei, louvar-vos-ei, ó Deus, meu salvador.

2. Glorificarei o vosso nome, porque fostes meu auxílio e meu protetor.

3. Livrastes meu corpo da perdição, das ciladas da língua injusta, e dos lábios dos forjadores de mentira. Fostes meu apoio contra aqueles que me acusavam.

4. Libertastes-me conforme a extensão da misericórdia de vosso nome, dos rugidos dos animais ferozes, prestes a me devorar;

5. da mão daqueles que atacavam a minha vida, do assalto das tribulações que me aturdiam,

6. e da violência das chamas que me rodeavam. Em meio ao fogo não me queimei.

7. Libertastes-me das profundas entranhas da morada dos mortos, da língua maculada, das palavras mentirosas, do rei iníquo e da língua injusta.

8. Minha alma louvará ao Senhor até a morte,

9. porque a minha vida estava prestes a cair nas profundezas da região dos mortos.

10. Eles me rodearam de todos os lados, e ninguém lá estava para ajudar-me. Esperava algum auxílio dos homens e nada veio.

11. Lembrei-me, Senhor, da vossa misericórdia, e de vossas obras que datam do princípio do mundo,

12. pois libertais, Senhor, aqueles que esperam em vós, e os salvais das mãos das nações.

13. Exaltastes a minha habitação sobre a terra, e eu vos roguei quando a morte se aproximou de mim;

14. invoquei o Senhor, pai do meu Senhor, para que me não abandonasse no dia de minha aflição, sem socorro, durante o reinado dos soberbos.

15. Louvarei sem cessar o vosso nome; glorificá-lo-ei em meus louvores, porque foi ouvida a minha prece,

16. porque me livrastes da perdição, e salvastes-me do perigo num tempo de iniqüidade.

17. Eis por que eu vos glorificarei e cantarei vossos louvores e bendirei o nome do Senhor.

18. Quando eu era ainda jovem, antes de ter viajado, busquei abertamente a sabedoria na oração:

19. pedi-a a Deus no templo, e buscá-la-ei até o fim de minha vida. Ela floresceu como uma videira precoce

20. e meu coração alegrou-se nela. Meus pés andaram por caminho reto: desde a minha juventude tenho procurado encontrá-la.

21. Apliquei um pouco o meu ouvido e logo a recolhi.

22. Encontrei em mim mesmo muita sabedoria, e nela fiz grande progresso.

23. Tributarei glória àquele que ma deu,

24. pois resolvi pô-la em prática; fui zeloso no bem e não serei confundido.

25. Lutou minha alma para atingi-la, robusteci-me, pondo-a em prática.

26. Levantei minhas mãos para o alto, e deplorei o erro do meu espírito.

27. Conduzi minha alma para ela, e encontrei-a, ao procurar conhecê-la.

28. Desde o início, graças a ela, possuí o meu coração; eis por que não serei abandonado.

29. Minhas entranhas comoveram-se em procurá-la, e assim adquiri um bem precioso.

30. O Senhor deu-me como recompensa uma língua, e dela me servirei para louvá-lo.

31. Aproximai-vos de mim, ignorantes, reuni-vos na casa do ensino.

32. Por que tardais? Que direis a isto? Vossas almas estão violentamente perturbadas pela sede.

33. Abri a boca e falei: Buscai a sabedoria sem dinheiro!

34. Dobrai a cabeça sob o jugo, receba vossa alma a instrução, porque perto se pode encontrá-la.

35. Vede com os vossos olhos o pouco que trabalhei, e como adquiri grande paz.

36. Recebei a instrução como uma grande soma de prata, e possuireis nela grande quantidade de ouro.

37. Que vossa alma se regozije na misericórdia (de Deus)! E não sereis humilhados quando o louvardes.

38. Cumpri vossa tarefa antes que o tempo (passe) e, no devido tempo, ele vos dará a recompensa.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.



Livros sugeridos


“Deus ama quem segue o caminho da virtude.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.