1. Como no tempo passado humilhou a terra de Zabulon e a terra de Neftali, no tempo futuro cobrirá de glória o caminho do mar, o (país de) além-Jordão, a circunscrição dos gentios.

2. O povo, que andava nas trevas, viu uma grande luz; aos que habitavam na região da sombra da morte uma luz apareceu.

3. Multiplicaste o povo, deste-lhe uma grande alegria. Ele se alegrará quando tu lhe apareceres, como os que se alegram no tempo da messe, como exultam os vencedores com a presa que tomaram, quando repartem os despojos.

4. Tu quebraste o pesado jugo que oprimia, a vara que lhe rasgava as espáduas, o bastão do seu exactor, como o fizeste na jornada de Madian.

5. Todo o calçado do guerreiro na refrega, toda a vestidura manchada de sangue serão queimados, ficarão sendo pasto do fogo.

6. Porquanto um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado, e foi posto o principado sobre o seu ombro; chama-se Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai eterno, Príncipe da paz.

7. O seu império se estenderá cada vez mais, e a paz não terá fim sobre o trono de Davide e sobre o seu reino. Estabelecê-lo-á e mantê-lo-á pelo direito e pela justiça, desde agora e para sempre. Fará isto o zelo do Senhor dos exércitos.

8. O Senhor dirigiu a sua palavra a Jacob, e ela caiu em Israel.

9. Sabe-lo-á todo o povo. Efraim e os habitantes da Samaria, os quais, cheios de soberba e arrogância de coração, dizem:

10. Os tijolos caíram, mas nós edificaremos com pedras de silharia; cortaram os sicómoros, porém nós poremos cedros em seu lugar.

11. O Senhor suscitará contra eles os adversários de Rasin, estimulará os seus inimigos,

12. os Sírios da parte do oriente, os Filisteus da banda do ocidente; e eles devorarão Israel com toda a boca. Apesar de tudo isto, não se acha aplacado o seu furor, mas ainda está levantada a sua mão.

13. O povo não se voltou para quem o feria, não buscou o Senhor dos exércitos.

14. O Senhor destruirá num só dia a cabeça e a cauda a Israel, a palma e o junco.

15. O ancião e o homem respeitável são a cabeça; o profeta que ensina a mentira é a cauda.

16. O ancião e o homem respeitável são a cabeça; o profeta que ensina a mentira é a cauda.

17. Por esta causa, o Senhor não porá a sua alegria nos seus jovens, e não se compadecerá dos seus órfãos, nem das suas viúvas, porque todos eles são ímpios e maus, e toda a boca só profere loucuras. Apesar de tudo isto, não se acha aplacado o seu furor, mas ainda está levantada a sua mão.

18. Porque a impiedade se acendeu como um fogo, que devora os abrolhos e os espinhos, que abrasa a espessura do bosque, subindo ao alto turbilhões de fumo.

19. Arde a terra pela ira do Senhor dos exércitos, e o povo é pasto de chamas. O irmão não poupa o seu irmão.

20. Corta-se à direita, e fica-se com fome; devora-se à esquerda, e não se fica saciado; cada um devora a carne do seu próximo, ninguém se compadece do seu irmão. Manassés contra Efraim, Efraim contra Manassés, e os dois juntos contra Judá.

21. Apesar de tudo isto, não se acha aplacado o seu furor, mas ainda está levantada a sua mão.





“O amor nada mais é do que o brilho de Deus nos homens”. São Padre Pio de Pietrelcina