1. Israel era ainda criança, e já eu o amava, e do Egito chamei meu filho.

2. Mas, quanto mais os chamei, mais se afastaram; ofereceram sacrifícios aos Baals e queimaram ofertas aos ídolos.

3. Eu, entretanto, ensinava Efraim a andar, tomava-o nos meus braços, mas não compreenderam que eu cuidava deles.

4. Segurava-os com laços humanos, com laços de amor; fui para eles como o que tira da boca uma rédea, e dei-lhes alimento.*

5. Ele voltará para o Egito e o assírio será seu rei, porque não quiseram voltar-se para mim.*

6. A espada devastará suas cidades, destruirá seus filhos, que colherão assim o fruto de suas obras.

7. Meu povo é inclinado a separar-se de mim, convidam-no a subir para o Altíssimo, mas ninguém procura elevar-se.*

8. Como poderia eu abandonar-te, ó Efraim, ou trair-te, ó Israel? Como poderia eu tratar-te como Adama, ou tornar-te como Seboim? Meu coração se revolve dentro de mim, eu me comovo de dó e compaixão.*

9. Não darei curso ao ardor de minha cólera, já não destruirei Efraim, porque sou Deus e não um homem, sou o Santo no meio de ti, e não gosto de destruir.

10. Eles seguirão o Senhor, que rugirá como um leão; ao seu rugido tremerão os filhos do Ocidente;

11. os egípcios tremerão como uma ave, e os assírios, como uma pomba. Eu os farei habitar em suas casas – oráculo do Senhor.*

Bíblia Ave Maria - Tous droits réservés.

11,4. Uma rédea: texto alterado.

11,5. Como já foi dito, o Egito figura a escravidão.

11,6. Texto corrompido. Pode-se conjecturar também a tradução seguinte: Os filhos de meu povo serão enforcados junto de suas cidades, sob os olhos daqueles que vão à cidade, e ninguém os tirará dali.

11,8. Adama e Seboim tiveram a mesma sorte que Sodoma e Gomorra. Ver Gn 14,1-8; 19,24-29; Dt 29,23.

11,10. Os filhos do ocidente: literalmente os filhos do mar. Segundo outra interpretação, seriam os israelitas dispersos que acorreriam ao apelo de Deus.





“Você teme um homem,um pobre instrumento nas mãos de Deus, mas não teme a justiça divina?” São Padre Pio de Pietrelcina