1. Depois disto Davide consultou o Senhor, dizendo: Irei eu para alguma das cidades de Judá? O Senhor respondeu-lhe: Vai. Davide disse: Para onde irei? O Senhor respondeu-lhe: Para Hebron.

2. Foi, pois, Davide com as suas duas mulheres, Aquinoão de Jezrael, e Abigail, viúva de Nabal do Carmelo.

3. Levou também a gente que estava com ele, cada um com a sua família, ficando todos a morar nas povoações de Hebron.

4. Vieram os homens de Judá, e ungiram ali Davide, para reinar sobre a casa de Judá. Soube Davide que os homens de Jabes de Galaad tinham sepultado Saul;

5. e enviou mensageiros aos homens de Jabes de Galaad, a dizer-lhes: Bem-ditos sejais do Senhor, vós que praticastes esta obra de misericórdia com Saul, vosso senhor, dando-lhe sepultura.

6. Agora o Senhor vos recompensará certamente segundo a sua misericórdia e verdade. Eu também vos agradecerei esta acção que fizestes.

7. Cobrem alento as vossas mãos, sede fortes, porque, ainda que tenha morrido Saul, vosso senhor, a casa de Judá ungiu-me por seu rei.

8. Abner, porém, filho de Ner, general do exército de Saul tomou Isboset, filho de Saul, levou-o por todo o acampamento

9. e constituiu-o rei sobre Galaad, sobre Gessuri, sobre Jezrael, sobre Efraim, sobre Benjamim e sobre todo o Israel.

10. Isboset, filho de Saul, tinha quarenta anos, quando começou a reinar em Israel, e reinou dois anos. Só a casa de Judá seguiu Davide.

11. O tempo que Davide reinou, em Hebron, sobre a casa de Judá, foi de sete anos e seis meses.

12. Abner, filho de Ner, com a gente de Isboset, filho de Saul, saiu do acampamento e foi para Gabaon.

13. Joab, filho de Sarvia, e os homens de Davide, saíram e encontraram-se com eles perto da piscina de Gabaon. Tendo-se aproximado, acamparam uns dum lado da piscina, e outros do outro lado.

14. Abner disse a Joab: Saiam alguns jovens, e escaramucem diante de nós. Joab respondeu: Saiam.

15. Levamtaram-se e avançaram, em número igual, doze de Benjamim, por parte de Isboset, filho de Saul, e doze da gente de Davide.

16. Cada um (destes) tomando pela cabeça o seu opositor, enterrou a espada no costado do seu contrário, e morreram (todos) ao mesmo tempo. Por isso foi dado àquele lugar o nome de Campo dos valentes de Gabaon.

17. Seguiu-se uma crua batalha naquele dia, e Abner e os homens de Israel foram postos em fuga pelas tropas de Davide.

18. Estavam ali os três filhos de Sarvia, Joab, Abisai e Asael. Asael era muito ligeiro na carreira, como uma gazela selvagem.

19. (Ora) Asael perseguia Abner, e não declinava nem para a direita nem para a esquerda, correndo incessantemente atrás dele.

20. Abner voltou-se para trás e disse: Tu não és Asael? Ele respondeu: Sou eu.

21. Abner disse-lhe: Vai para a direita ou para a esquerda, apanha algum desses jovens, e toma os seus despojos. Mas Asael não quis deixar de o perseguir.

22. Abner disse outra vez a Asael: Retira-te, não me sigas, para que eu não me veja obrigado a atravessar-te, e não possa eu mais aparecer diante de teu irmão Joab.

23. Asael desprezou ouvi-lo e não quis desviar-se. Então Abner feriu-o no ventre com a parte inferior da lança, saindo a lança por trás. Morreu ali mesmo, onde caiu. Todos os que passavam por aquele lugar, em que Asael caíra morto, paravam.

24. Enquanto Joab e Abisai seguiam Abner, que ia fugindo, pôs-se o sol, ao chegarem ao outeiro do aqueduto, que está defronte do vale, sobre o caminho do deserto de Gabaon.

25. Os filhos de Benjamim uniram-se com Abner, e, cerrados num batalhão, fizeram alto no cimo de um cabeço.

26. Abner, gritando a Joab, disse: Não se saciará de sangue a tua espada? Ignoras porventura que, no fim, vem a desesperação? Para quando guardas dizer ao povo que deixe de perseguir seus irmãos?

27. Joab respondeu: Viva o Senhor, que se não tivesses falado, o povo não deixaria de perseguir seus irmãos, antes de amanhã, de manhã.

28. Joab tocou a trombeta, e todo o exército fez alto; não perseguiram mais Israel, nem travaram mais combate.

29. Abner e os seus caminharam pela planície toda aquela noite, passaram o Jordão e, percorrido todo o país de Bet-horon, chegaram ao seu acampamento.

30. Joab, tendo desistido de perseguir Abner, voltando para trás, juntou todo o povo. Da gente de Davide faltaram dezanove homens, sem contar Asael.

31. Os soldados de Davide tinham ferido, dos de Benjamim e dos que estavam com Abner, trezentos e setenta homens, que morreram.

32. Tomaram (o corpo de) Asael e enterraram-no na sepultura de seu pai em Belém. Marcharam, toda a noite, Joab e os homens que estavam com ele, e ao raiar do dia chegaram a Hebron.





“Você deve ter sempre prudência e amor. A prudência tem olhos; o amor tem pernas. O amor, como tem pernas, gostaria de correr a Deus. Mas seu impulso de deslanchar na direção dEle é cego e, algumas vezes, pode tropeçar se não for guiado pela prudência, que tem olhos.” São Padre Pio de Pietrelcina