1. O Senhor, dirigindo-se a Jó, lhe disse:*

2. “Aquele que disputa com o Todo-poderoso apresente suas críticas! Aquele que discute com Deus responda!”.

3. Jó respondeu ao Senhor nestes termos:

4. “Leviano como sou, que posso responder-te? Ponho a minha mão sobre a boca.

5. Falei uma vez e não repetirei, duas vezes, e nada acrescentarei”.

6. Então, do meio da tempestade, o Senhor deu a Jó esta resposta:

7. “Cinge os teus rins como um valente; vou interrogar-te e tu me responderás.*

8. Queres reduzir a nada a minha justiça e condenar-me antes de ter razão?*

9. Acaso tens um braço semelhante ao de Deus e uma voz troante como a dele?

10. Orna-te então de grandeza e majestade, reveste-te de esplendor e de glória!

11. Espalha as ondas de tua cólera. Com um simples olhar, abate o arrogante.

12. Com um olhar, humilha o soberbo e esmaga os ímpios no mesmo lugar em que eles estão.

13. Enterra-os todos juntos debaixo da terra e amarra-lhes os rostos num lugar escondido.

14. Então, eu também te louvarei por triunfares pela força de tua mão direita.

15. Vê Beemot, que criei contigo, que nutre-se de erva como o boi.*

16. Sua força reside nos rins e seu vigor nos músculos do ventre.

17. Levanta sua cauda como um cedro. Os nervos de suas coxas são entrelaçados.

18. Seus ossos são como tubos de bronze e sua carcaça como barras de ferro.

19. É obra-prima de Deus, foi criado como o soberano de seus companheiros.

20. As montanhas fornecem-lhe a pastagem e todos os animais dos campos divertem-se em volta dele.

21. Deita-se sob os lótus, no esconderijo dos caniços e dos brejos.

22. Os lótus cobrem-no com sua sombra e os salgueiros da margem o cercam.

23. Quando o rio transborda, ele não se assusta; mesmo que o Jordão levantasse até a sua boca, ele ficaria tranquilo.

24. Quem o seguraria pela frente e lhe furaria as ventas para nelas passar cordas?

25. Poderás tu fisgar Leviatã com um anzol e amarrar-lhe a língua com uma corda?*

26. Serás capaz de passar-lhe um junco em suas ventas e de furar-lhe a mandíbula com um gancho?

27. Ele te fará muitas súplicas e te dirigirá palavras ternas?

28. Concluirá ele uma aliança contigo, a fim de que faças dele sempre teu escravo?

29. Brincarás com ele como se fosse um pássaro, ou o prenderás com a coleira, para divertir teus filhos?

30. Será ele vendido por uma sociedade de pescadores e dividido entre os negociantes?

31. Poderás crivar-lhe a pele com dardos, ou a cabeça com arpões de pesca?

32. Tenta pôr a mão sobre ele, sempre te lembrarás disso e não recomeçarás.

33. Tua esperança será lograda: bastaria a sua vista para te arrasar.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.

40,1. Os vv. 31-35, que no texto hebreu são o começo do cap. 40, parecem ter sido colocados fora de lugar. Encontram seu lugar natural no fim do cap. 41.

40,6. Reprodução textual de 38,1.3. Essa repetição provém de arranjos posteriores do texto do discurso de Deus. A sequência lógica das ideias exigiria que o texto a partir de 40,10 fosse diretamente unido a 39,30.

40,8. E condenar-me: outra tradução – e condenar-me para assegurar o teu direito? (N. do T.)

40,15. Beemot: o hipopótamo.

40,25. Leviatã: o crocodilo recebe aqui o nome do monstro mitológico, ao qual se referiu a nota do cap. 3,8. Ver também 26,13.




Livraria Católica

Conheça esses e outros livros em nossa livraria.



“Onde há mais sacrifício, há mais generosidade.” São Padre Pio de Pietrelcina