Encontrados 47 resultados para: Abrão

  • e bendito seja o Deus Altíssimo por cuja proteção os inimigos estão nas tuas mãos. E (Abrão) deu-lhe o dizimo de tudo. (Gênesis 14, 20)

  • O rei de Sodoma disse a Abrão: dá-me os homens, e toma para ti o resto. (Gênesis 14, 21)

  • Abrão respondeu-lhe: levanto a minha mão para o Senhor Deus Altíssimo, possuidor do céu e da terra. (Gênesis 14, 22)

  • (e juro) que não receberei nada de tudo o que te pertence, desde o fio de trama até à correia dos sapatos, para que não digas: eu enriqueci Abrão; (Gênesis 14, 23)

  • Passado isto, falou o Senhor a Abrão numa visão, dizendo: não temas, Abrão, eu sou o teu protetor e a tua recompensa (será) excessivamente grande. (Gênesis 15, 1)

  • Abrão respondeu; Senhor Deus, que me darás tu? Eu irei sem filhos, e o herdeiro da minha casa é este Eliezer de Damasco. (Gênesis 15, 2)

  • E acrescentou Abrão: a mim não me deste filhos, e meu escravo será meu herdeiro. Imediatamente o Senhor lhe dirigiu a palavra, dizendo: este não será o teu herdeiro, mas terás por herdeiro aquele que nascer de ti. (Gênesis 15, 3)

  • Creu Abrão em Deus, e (este ato de fé) lhe foi imputado como justiça. (Gênesis 15, 6)

  • Abrão respondeu: Senhor Deus, por onde poderei eu conhecer que a hei-de possuir? (Gênesis 15, 8)

  • Ora as aves (de rapina) desciam sobre os cadáveres, e Abrão as enxotava. (Gênesis 15, 11)

  • Ao pôr do sol, veio um profundo sono a Abrão, e um horror grande e tenebroso o acometeu. (Gênesis 15, 12)

  • Naquele dia fez o Senhor aliança com Abrão, dizendo: darei à tua descendência esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates, (Gênesis 15, 18)


“É doce o viver e o penar para trazer benefícios aos irmãos e para tantas almas que, vertiginosamente, desejam se justificar no mal, a despeito do Bem Supremo.” São Padre Pio de Pietrelcina