Encontrados 26 resultados para: Baasa

  • Houve guerra entre Asa e Baasa, rei de Israel, durante todo o tempo que viveram. (I Reis 15, 16)




  • Baasa, rei de Israel, atacou Judá e fortificou Ramá, a fim de bloquear todas as suas comunicações com Asa, rei de Judá. (I Reis 15, 17)

  • “Façamos aliança, assim como foram aliados o teu pai e o meu. Mando-te um presente de prata e ouro. Peço-te que rompas tua aliança com Baasa, rei de Israel, para que ele cesse de me importunar”. (I Reis 15, 19)

  • Ao saber disso, Baasa abandonou a fortificação de Ramá e retirou-se para Tersa. (I Reis 15, 21)

  • Então o rei Asa convocou toda a tribo de Judá, sem exceção, para tirar as pedras e a madeira de que Baasa se tinha servido para as fortificações de Ramá. Com esse material, Asa fortificou Gabaá de Benjamim e Masfa. (I Reis 15, 22)

  • Baasa, filho de Aías, da casa de Issacar, conspirou contra ele e assassinou-o diante de Gebeton dos filisteus, no tempo em que Nadab e todo o Israel sitiavam essa cidade. (I Reis 15, 27)

  • Baasa, no terceiro ano de Asa, rei de Judá, cometeu esse crime e sucedeu-lhe no trono. (I Reis 15, 28)




  • Houve guerra contínua entre Asa e Baasa, rei de Israel. (I Reis 15, 32)

  • No terceiro ano de Asa, rei de Judá, Baasa, filho de Aías, tornou-se rei de Israel. Residia em Tersa e reinou vinte e quatro anos. (I Reis 15, 33)

  • Baasa fez o mal diante do Senhor. Andou no caminho de Jeroboão e entregou-se ao pecado ao qual Jeroboão arrastara Israel. (I Reis 15, 34)

  • Por isso, vou varrer Baasa e sua casa e farei da sua casa o que fiz da casa de Jeroboão, filho de Nabat. (I Reis 16, 3)

  • Todo membro da família de Baasa que morrer na cidade será comido pelos cães; o que morrer no campo, será comido pelas aves do céu”. (I Reis 16, 4)




“É loucura fixar o olhar no que rapidamente passa”. São Padre Pio de Pietrelcina