1. Foi nessa época que se levantou Matatias, filho de João, filho de Simeão, sacerdote da família de Joarib, que veio de Jerusalém se estabelecer em Modin.

2. Tinha ele cinco filhos: João, apelidado Gadis,

3. Simão, alcunhado Tasi,

4. Judas, chamado Macabeu,

5. Eleazar, cognominado Avarã, e Jônatas, chamado Afos.

6. Vendo as abominações praticadas em Judá e em Jerusalém, exclamou: Ai de mim, por que nasci eu, para ver a ruína de meu povo e da cidade santa,

7. e ficar sem fazer nada, enquanto ela é entregue ao poder de seus inimigos

8. e seu centro religioso abandonado aos estrangeiros? Seu templo tornou-se como um homem desonrado

9. e os vasos sagrados, que eram o motivo de seu orgulho, levados como para um cativeiro; seus filhos foram trucidados nas ruas e os seus jovens sucumbiram ao gládio do inimigo.

10. Que povo há que não tenha herdado de seus atributos reais, que não se tenha apoderado dos seus despojos?

11. Toda a sua glória desapareceu e, de livre que era, tornou-se escrava.

12. Eis que tudo o que tínhamos de sagrado, de belo, de glorioso, foi assolado e profanado pelas nações.

13. Por que viver ainda?

14. Matatias e seus filhos rasgaram suas vestes, cobriram-se de sacos, e choravam amargamente.

15. Sobrevieram enviados do rei a Modin, para impor a apostasia e obrigar a sacrificar.

16. Muitos dos israelitas uniram-se a eles, mas Matatias e seus filhos permaneceram firmes.

17. Em resposta disseram-lhe os que vinham da parte do rei: Possuis nesta cidade notável influência e consideração, teus irmãos e teus filhos te dão autoridade.

18. Vem, pois, como primeiro, executar a ordem do rei, como o fizeram todas as nações, os habitantes de Judá e os que ficaram em Jerusalém. Serás contado, tu e teus filhos, entre os amigos do rei; a ti e aos teus filhos o rei vos honrará, cumulando-vos de prata, de ouro e de presentes.

19. Matatias respondeu-lhes: Ainda mesmo que todas as nações que se acham no reino do rei o escutassem, de modo que todos renegassem a fé de seus pais e aquiescessem às suas ordens,

20. eu, meus filhos e meus irmãos, perseveraremos na Aliança concluída por nossos antepassados.

21. Que Deus nos preserve de abandonar a lei e os mandamentos!

22. Não obedeceremos a essas ordens do rei e não nos desviaremos de nossa religião, nem para a direita, nem para a esquerda.

23. Mal acabara de falar, eis que um judeu se adiantou para sacrificar no altar de Modin, à vista de todos, conforme as ordens do rei.

24. Viu-o Matatias e, no ardor de seu zelo, sentiu estremecerem-se suas entranhas. Num ímpeto de justa cólera arrojou-se e matou o homem no altar.

25. Matou ao mesmo tempo o oficial incumbido da ordem de sacrificar e demoliu o altar.

26. Com semelhante gesto mostrou ele seu amor pela lei, como agiu Finéias a respeito de Zamri, filho de Salum.

27. Em altos brados Matatias elevou a voz então na cidade: Quem for fiel à lei e permanecer firme na Aliança, saia e siga-me.

28. Assim, com seus filhos, fugiu em direção às montanhas, abandonando todos os seus bens na cidade.

29. Então, uma grande parte dos que procuravam a lei e a justiça, encaminhou-se para o deserto.

30. Ali refugiaram-se, com seus filhos, suas mulheres e seus rebanhos, porque a perseguição se encarniçava contra eles.

31. Contaram aos oficiais do rei e às forças acantonadas em Jerusalém, na cidadela de Davi, que certo número de judeus, culpáveis de terem transgredido a ordem real, havia descido ao deserto, para ali se ocultar e que muitos se haviam precipitado em seu seguimento.

32. Os sírios arremessaram-se ao encalço deles e os alcançaram, depois se prepararam para agredi-los no dia de sábado.

33. Isso basta, agora, gritaram-lhes eles, saí, obedecei à ordem do rei, e vivereis.

34. Não sairemos, replicaram os judeus, e nem obedeceremos ao rei, com a profanação do dia de sábado.

35. Instantaneamente os sírios travaram combate contra eles;

36. mas eles não responderam, não atiraram uma pedra e não barricaram seu refúgio.

37. Que morramos todos inocentes! O céu e a terra nos servirão de testemunha, de que nos matais injustamente.

38. E foi assim que os inimigos se lançaram sobre eles em dia de sábado, morrendo eles, suas mulheres e seus filhos, com seu gado, em número de mil.

39. Matatias e seus amigos o souberam e comoveram-se muito;

40. mas disseram uns aos outros: Se todos nós agirmos como nossos irmãos, e se não pelejarmos contra os estrangeiros para pormos a salvo nossas vidas e nossas leis, exterminar-nos-ão bem depressa da terra.

41. Tomaram, pois, naquele dia a seguinte resolução: Mesmo que nos ataquem em dia de sábado, pugnaremos contra eles e não nos deixaremos matar a todos nós, como o fizeram nossos irmãos no seu esconderijo.

42. Então se ajuntou a eles o grupo dos judeus assideus, particularmente valentes em Israel, apegados todos à lei;

43. e todos os que fugiam das perseguições se ajuntaram do mesmo modo a eles e os reforçaram.

44. Formaram, pois, um exército e na sua ira e indignação massacraram certo número de prevaricadores e de traidores da lei; os outros procuraram refúgio junto aos estrangeiros.

45. Assim Matatias e seus amigos percorreram o país, destruíram os altares e

46. circuncidaram à força as crianças, ainda incircuncisas nas fronteiras de Israel,

47. e perseguiram os sírios orgulhosos. Sua empresa alcançou bom êxito.

48. Arrancaram a lei do poder dos gentios e dos reis, e não permitiram que prevalecesse o mal.

49. Ora, chegou para Matatias o dia de sua morte e ele disse a seus filhos: O que domina até este momento é o orgulho, o ódio, a desordem e a cólera.

50. Sede, pois, agora, meus filhos, os defensores da lei e dai vossa vida pela Aliança de vossos pais.

51. Recordai-vos dos feitos de vossos maiores em seu tempo, e merecereis uma grande glória e um nome eterno.

52. Porventura, não foi na prova que Abraão foi achado fiel? E não lhe foi isso imputado em justiça?

53. José observou os mandamentos na sua desgraça e veio a ser o senhor do Egito.

54. Finéias, nosso antepassado, por ter sido inflamado de zelo, recebeu a promessa de um perpétuo sacerdócio.

55. Josué, cumprindo a palavra de Deus, veio a ser juiz em Israel.

56. Caleb deu testemunho na assembléia e herdou a terra.

57. Por todos os séculos, em vista de sua piedade, mereceu Davi o trono real.

58. Porque ardia em zelo pela lei, Elias foi arrebatado ao céu.

59. Ananias, Azarias e Mizael foram salvos das chamas por terem tido fé.

60. Daniel, na sua retidão, foi livre da boca dos leões.

61. Recordai-vos assim, de geração em geração, de que todos os que esperam em Deus não desfalecem.

62. Não receeis as ameaças do pecador, porque sua glória chega à lama e aos vermes:

63. hoje ele se eleva e amanhã desaparece, porque tornará ao pó, e seus planos são frustrados.

64. Quanto a vós, meus filhos, sede corajosos e destemidos em observar a lei, porque por ela chegareis à glória.

65. Aqui tendes Simão, irmão vosso, eu sei que ele é homem de conselho, ouvi-o sempre e será para vós um pai.

66. Judas Macabeu, bravo desde a juventude: será o general do exército e dirigirá a guerra contra os gentios.

67. Atraireis a vós todos os que observam a lei e vingareis vosso povo.

68. Pagai aos gentios o que nos fizeram e atendei aos preceitos da lei.

69. Depois disso abençoou-os e foi unir-se aos seus pais.

70. Morreu no ano cento e quarenta e seis. Seus filhos sepultaram-no em Modin, entre as sepulturas de seus antepassados, e todo o Israel o chorou dolorosamente.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.



Livros sugeridos


“Se precisamos ter paciência para suportar os defeitos dos outros, quanto mais ainda precisamos para tolerar nossos próprios defeitos!” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.