Talált 169 Eredmények: Paulo

  • Mas os judeus de Tessalônica, sabendo que também em Bereia tinha sido pregada por Paulo a Palavra de Deus, foram para lá agitar e sublevar o povo. (Atos dos Apóstolos 17, 13)

  • Então, os irmãos fizeram que Paulo se retirasse e fosse até o mar, ao passo que Silas e Timóteo ficaram ali. (Atos dos Apóstolos 17, 14)

  • Os que conduziam Paulo levaram-no até Atenas. De lá voltaram e transmitiram para Silas e Timóteo a ordem de que fossem ter com ele o mais cedo possível. (Atos dos Apóstolos 17, 15)

  • Enquanto Paulo os esperava em Atenas, à vista da cidade entre­gue à idolatria, o seu coração enchia-se de amargura. (Atos dos Apóstolos 17, 16)

  • Paulo, em pé no meio do Areó­pago, disse: “Homens de Ate­nas, em tudo vos vejo muitíssimo religiosos. (Atos dos Apóstolos 17, 22)

  • Assim saiu Paulo do meio deles. (Atos dos Apóstolos 17, 33)

  • Depois disso, saindo de Atenas, Paulo dirigiu-se a Corinto. (Atos dos Apóstolos 18, 1)

  • Encontrou ali um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, e sua mulher Priscila. Eles pouco antes haviam chegado da Itália, por Cláudio ter decretado que todos os judeus saíssem de Roma. Paulo uniu-se a eles. (Atos dos Apóstolos 18, 2)

  • Quando Silas e Timóteo chegaram da Mace­dônia, Paulo dedicou-se inteiramente à pregação da palavra, dando aos judeus testemunho de que Jesus era o Messias.* (Atos dos Apóstolos 18, 5)

  • Entretanto Crispo, o chefe da sinagoga, acreditou no Senhor com todos os da sua casa. Sabendo disso, muitos dos coríntios, ouvintes de Paulo, acreditaram e foram bati­zados. (Atos dos Apóstolos 18, 8)

  • Numa noite, o Senhor disse a Paulo, em visão: “Não temas! Fala e não te cales. (Atos dos Apóstolos 18, 9)

  • Paulo deteve-se ali um ano e seis meses, ensinando a eles a Palavra de Deus. (Atos dos Apóstolos 18, 11)


“Menosprezai vossas tentações e não vos demoreis nelas. Imaginai estar na presença de Jesus. O crucificado se lança em vossos braços e mora no vosso coração. Beijai-Lhe a chaga do lado, dizendo: ‘Aqui está minha esperança; a fonte viva da minha felicidade. Seguro-vos, ó Jesus, e não me aparto de vós, até que me tenhais posto a salvo’”. São Padre Pio de Pietrelcina