1. O rei Salomão reinava sobre todo o Israel.

2. Estes eram os principais ministros que tinha: Azarias filho do pontífice Sadoc;

3. Elioref e Aia, filhos de Sisa, secretários; Josafat, filho de Ailud, cronista;

4. Banaias, filho de Jojada, era general dos exércitos; Sadoc e Abiatar pontífices;

5. Azarias, filho de Natan, chefe dos intendentes; o sacerdote Zabud, filho de Natan, conselheiro privado do rei;

6. Aizar mordomo-mór; Adonirão, filho de Abda, superintendente dos tributos.

7. Salomão tinha estabelecido doze intendentes sobre todo o Israel, que tinham a seu cargo prover às necessidades do rei e de toda a sua casa, cada um durante um mês do ano.

8. Eis os seus nomes: Benur, no monte Efraim;

9. Bendecar, em Maces, em Salebim , em Betsames, em Elon e em Betanan;

10. Benhesed, em Arubot, ao qual também pertencia Soco e toda a terra de Efer;

11. Benabinadab, que tinha todo o país de Nefat Dor, e era casado com Tafet, filha de Salomão;

12. Bana, filho de Ailud, intendente de Tanac, de Magedo e de todo o país de Betsan que é vizinho de Sartana, debaixo de Jezrael, desde Betsan até Abelmeula, defronte de Jecman;

13. Bengaber, em Ramot de Galaad, que tinha as aldeias de Jair, filho de Manassés, em Galaad, e governava todo o país de Argob, que está em Basan, sessenta cidades grandes e muradas, que tinham fechaduras de bronze:

14. Ainadab filho de Ado, em Manaim:

15. Aquimaas, em Neftali, o qual tinha por mulher a Basemat, também filha de Salomão;

16. Baana, filho de Husi, em Aser, e em Balot;

17. Josafat, filho de Farué, em Issacar;

18. Semei, filho de Ela, em Benjamim;

19. Gaber, filho de Uri, na província de Galaad, pátria de Seon, rei dos Amorreus, e de Og, rei de Basan. (Para toda esta região havia um só intendente).

20. Judá e Israel eram, pela multidão, inumeráveis como a areia do mar; comiam, bebiam, e se alegravam.

21. Salomão tinha sob o seu domínio todos os reinos, desde o rio do país dos Filisteus até à fronteira do Egipto; todos lhe pagavam tributo e lhe estiveram sujeitos durante todos os dias da sua vida.

22. A casa de Salomão consumia, diariamente, trinta coros de flor de farinha, sessenta coros de farinha ordinária,

23. dez bois cevados e vinte de pasto, cem carneiros, além da caça de veados, corças, bois monteses, e de aves cevadas.

24. Ele era senhor de todo o país que estava da outra banda do rio, desde Tapsa até Gaza, e de todos os reis daquelas regiões, e, por toda a parte, tinha paz com os vizinhos.

25. Judá e Israel viviam sem temor algum, cada qual debaixo da sua parreira, e debaixo da sua figueira, desde Dan até Bersabé, durante todo o tempo que Salomão reinou.

26. Salomão tinha quatro mil mangedouras de cavalos para carros (de guerra), e doze mil cavalos de montar.

27. Os sobreditos intendentes do rei, cada um no seu mês, proviam com sumo cuidado às necessidades do rei Salomão e de todos os que se sentavam com ele à mesa.

28. Levavam também ao lugar onde fosse preciso, cevada e palha para os cavalos e bestas de carga, conforme lhes tinha sido ordenado.

29. Além disto Deus deu a Salomão a sabedoria, um grandíssimo entendimento, e uma magnanimidade imensa, como a areia que há na praia do mar.

30. A sabedoria de Salomão excedia a sabedoria de todos os orientais e Egípcios.

31. Era mais sábio que todos os homens, mais sábio do que Etan Ezraita, do que Heman, do que Calcol e do que Dorda, filhos de Maol, e era nomeado por todas as nações circunvizinhas.

32. Propôs Salomão três mil parábolas. Os seus cânticos foram mil e cinco.

33. Tratou (nos seus escritos e conversas) de todas as árvores, desde o cedro, que há no Líbano, até ao hissopo, que brota da parede, e tratou dos animais, das aves, dos répteis e dos peixes.

34. De todos os povos, da parte de todos os reis da terra, que ouviam falar da sua sabedoria, vinham ouvir a sabedoria de Salomão.





“Recorramos a Jesus e não às pessoas, pois só ele nunca nos faltará.” São Padre Pio de Pietrelcina