1. Meu filho, se receberes as minhas palavras, e tiveres os meus mandamentos dentro do teu coração,

2. de sorte que o teu ouvido esteja atento à voz da sabedoria, e o teu coração inclinado à prudência;

3. se tu invocares a sabedoria, se inclinares o teu coração para a prudência;

4. se a buscares como o dinheiro, e procurares desenterrá-la como se faz com os tesouros, então compreenderás o temor do Senhor, e chegarás ao conhecimento de Deus.

6. Com efeito o Senhor é quem dá a sabedoria, e da sua boca procedem a prudência e a ciência. Ele reserva a salvação para os justos, protege os que caminham rectamente, (ver nota)

8. sendo ele mesmo que defende o caminho da justiça e dirige os passos dos santos (durante esta vida).

9. Então conhecerás a justiça, a rectidão, a equidade, todos os bons caminhos.

10. Se a sabedoria entrar no teu coração, e a ciência agradar à tua alma,

11. a reflexão te guardará, e a prudência te conservará,

12. a fim de seres livre do caminho mau e do homem que fala coisas perversas,

13. dos que abandonam o caminho recto, e andam por caminhos tenebrosos,

14. que se alegram por terem feito o mal e se regozijam na perversidade,

15. cujos caminhos são tortuosos cujas vias são oblíquas.

16. Preservar-te-á da mulher alheia (ou dissoluta) da estranha que usa de palavras lúbricas,

17. que abandona o companheiro da sua juventude,

18. e esquece a aliança do seu Deus. A sua casa declina para a morte, as suas veredas para a morada dos mortos. (ver nota)

19. Todos os que têm trato com ela, não voltarão atrás, nem retomarão as veredas da vida. (ver nota)

20. Segue (meu filho) o bom caminho, anda nas vias dos justos

21. Porque os que são rectos, habitarão na terra, nela permanecerão os íntegros.

22. Porém os ímpios serão exterminados da terra, os que procedem iniquamente serão arrancados dela.





“Uma só coisa é necessária: estar perto de Jesus”. São Padre Pio de Pietrelcina