1. E a vós (deu a vida espiritual), quando estáveis mortos pelos vossos delitos e pecados,

2. nos quais andastes outrora, segundo o costume deste mundo, segundo o príncipe que exerce o poder sobre o ar, o espírito que agora opera nos filhos da desobediência, (ver nota)

3. entre os quais também todos nós vivíamos outrora, segundo os desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos apetites, e éramos por natureza filhos da ira, como todos os outros.

4. Mas Deus, que é rico em misericórdia, pela extrema caridade, com que nos amou,

5. estando nós mortos pelos pecados, convivificou-nos em Cristo, (por cuja graça fostes salvos).

6. Com ele nos ressuscitou (para uma vida nova) e nos fez sentar nos céus com Jesus Cristo,

7. a fim de mostrar aos séculos futuros as abundantes riquezas da sua graça, por meio da sua bondade para conosco em Jesus Cristo.

8. Porque pela graça fostes salvos, mediante a fé, e isto não (vem) de vós, porque é um dom de Deus;

9. não (vem) das (vossas) obras (praticadas sem a sua graça), para que ninguém se glorie.

10. Realmente somos obra sua, criados em Jesus Cristo para (fazer) boas obras, que Deus preparou para caminharmos nelas.

11. Por isso lembrai-vos, vós, os gentios de origem, chamados incircuncidados pelos que se chamam circuncidados na sua carne por mão de homem,

12. (lembrai-vos) que estáveis nesse tempo sem Cristo, separados da sociedade de Israel, estranhos às alianças, sem esperança da promessa e sem Deus neste mundo. (ver nota)

13. Mas agora (que viveis espiritualmente) em Jesus Cristo, vós, que outrora estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.

14. Porque ele é a nossa paz, ele que de dois povos fez um só, destruindo a parede de inimizade que os separava, (ver nota)

15. e abolindo na sua carne a lei com os seus mandamentos e prescrições, para formar em si mesmo dos dois um só homem novo, fazendo a paz,

16. e para os reconciliar a ambos, tornados um só corpo, com Deus, por meio da cruz, destruindo a inimizade em si mesmo.

17. E assim veio anunciar a paz a vós (gentios), que estáveis longe, e a paz aos (Judeus), que estavam perto,

18. porquanto é por ele que uns e outros temos acesso ao Pai mediante um mesmo Espírito.

19. Vós, pois, já não sois hóspedes, nem adventícios, mas sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus,

20. edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o mesmo Jesus Cristo a principal pedra angular,

21. sobre o qual todo o edifício (espiritual) bem ordenado se levanta para ser um templo santo no Senhor,

22. sobre o qual vós sois também juntamente edificados para morada de Deus, mediante o Espírito (Santo).





“Quando Jesus vem a nós na santa comunhão, encontra alegria em Sua criatura. Por nossa parte, procuremos Nele a nossa alegria.” São Padre Pio de Pietrelcina