1. Ao mestre de canto. Conforme: “A lei é como o lírio”. Poema didático de Davi,*

2. quando guerreou contra os sírios da Mesopotâmia e os sírios de Soba e quando Joab, voltando, derrotou doze mil edomitas no Vale do Sal.*

3. Ó Deus, vós nos rejeitastes, rompestes nossas fileiras, estais irado; restabelecei-nos.

4. Fizestes nossa terra tremer e a fendestes; reparai suas brechas, pois ela vacila.

5. Impusestes duras provas ao vosso povo, fizestes-nos sorver um vinho atordoante.

6. Mas aos que vos temem destes um estandarte, a fim de que das flechas escapassem.*

7. Para que vossos amigos fiquem livres, ajudai-nos com vossa destra, ouvi-nos.

8. Deus falou no seu santuário: “Triunfarei, repartindo Siquém; medirei com o cordel o vale de Sucot.*

9. Minha é a terra de Galaad, minha a de Manassés; Efraim é o elmo de minha cabeça; Judá, o meu cetro;

10. Moab é a bacia em que me lavo; sobre Edom atirarei minhas sandálias, cantarei vitória sobre a Filisteia”.*

11. Quem me conduzirá à cidade fortificada? Quem me levará até Edom?

12. Quem, senão vós, ó Deus, que nos repelistes e já não saís à frente de nossas forças?

13. Dai-nos auxílio contra o inimigo, porque é vão qualquer socorro humano.

14. Com o auxílio de Deus faremos proezas: ele abaterá nossos inimigos.

Bíblia Ave Maria - Sva prava pridržana.

59,1. Salmo patriótico: após a derrota, sucederá uma época de conquistas. Estas são designadas por uma metáfora apropriada ao caráter geográfico de cada um desses países.

59,2. Ver 2Sm 8,1-13; 10,7s; 1Cr 18,1-13.

59,6. Um estandarte: uma senha para facilitar a fuga e impedir que a derrota se transforme em massacre.

59,8. Medir com o cordel: como sinal de propriedade.

59,10. Metáforas que exprimem o domínio.





“No tumulto das paixões terrenas e das adversidades, surge a grande esperança da misericórdia inexorável de Deus. Corramos confiantes ao tribunal da penitência onde Ele, com ansiedade paterna, espera-nos a todo instante.” São Padre Pio de Pietrelcina