1. Sobre os dons espirituais não quero, Irmãos, que estejais na ignorância.

2. Sabeis que, quando éreis gentios, concorríeis aos simulacros mudos, conforme éreis levados.

3. Portanto faço-vos saber que ninguém, que fala pelo Espírito de Deus, diz: "Maldito seja Jesus." E ninguém pode dizer: "Jesus é Senhor", senão pelo Espírito Santo.

4. Há, com certeza, diversidade de graças, mas um mesmo é o Espírito; (ver nota)

5. e os ministérios são diversos, mas um mesmo é o Senhor;

6. e as operações são diversas, mas o mesmo Deus é o que opera tudo em todos.

7. A cada um é dada a manifestação do Espírito para utilidade comum.

8. Assim, a um é dada pelo Espírito a linguagem da sabedoria; a outro, a linguagem da ciência, segundo o mesmo Espírito;

9. a outro, a fé, pelo mesmo Espírito; a outro, o dom das curas, pelo mesmo Espírito;

10. a outro, o dom de operar milagres; a outro, a profecia; a outro, o discernimento dos espíritos; a outro, a variedade de línguas; a outro, a interpretação das línguas.

11. Mas todas estas coisas as opera um só e o mesmo Espírito, repartindo a cada um como quer.

12. Do mesmo modo que o corpo é um e tem muitos membros, mas todos os membros do corpo, embora sejam muitos, são contudo um só corpo, assim é também Cristo. (ver nota)

13. Com efeito, num mesmo Espírito fomos baptizados todos nós, para sermos um só corpo, quer sejamos Judeus ou Gregos, servos ou livres, e todos temos bebido de um só Espírito.

14. Efectivamente, também o corpo não é um membro, mas muitos.

15. Se o pé disser: "Porque não sou mão, não sou do corpo" — acaso deixa ele, por isso, de ser do corpo?

16. E se a orelha disser: "Visto que não sou olho, não sou do corpo" — porventura deixa ela, por isso, de ser do corpo?

17. Se o corpo fosse todo olhos, onde estaria o ouvido? Se fosse todo ouvido, onde estaria o olfacto?

18. Deus, porém, pôs os membros no corpo, cada um deles como quis.

19. Se todos os membros fossem um só membro, onde (estaria) o corpo?

20. Mas a verdade é que são muitos os membros, e um só o corpo.

21. O olho não pode dizer à mão: "Não necessito do teu serviço", nem a cabeça pode dizer aos pés: "Não me sois necessários."

22. Antes, pelo contrário, os membros do corpo, que parecem mais fracos, são os mais necessários,

23. e os que temos por mais vis membros do corpo, a esses cobrimos com mais decoro; e os que em nós são menos honestos, os recatamos com maior decência.

24. Os nossos membros honestos não têm necessidade disso, mas Deus dispôs o corpo, dando maior honra aquele (membro) que a não tinha em si,

25. para que não haja desacordo no corpo, mas os membros tenham o mesmo cuidado uns pelos outros.

26. De maneira que, se um membro sofre, todos os membros sofrem com ele; se um membro recebe glória, todos os membros se regozijam com ele.

27. Ora vós sois corpo de Cristo, e cada um, por sua parte, um dos seus membros. (ver nota)

28. E assim a alguns constituiu Deus na Igreja: em primeiro lugar, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, doutores; depois, os que têm o poder de operar milagres; depois, os que têm o dom das curas, de assistir (a seus irmãos), de governar, de falar diversas línguas.

29. São porventura todos apóstolos? Todos profetas? Todos doutores? Todos taumaturgos?

30. Têm todos o dom de curar doenças? Falam todas diversas línguas? Têm todos o dom de as interpretar?

31. Aspirai, pois, aos dons superiores. E eu vou mostrar-vos um caminho ainda mais excelente.





“Para que se preocupar com o caminho pelo qual Jesus quer que você chegue à pátria celeste – pelo deserto ou pelo campo – quando tanto por um como por outro se chegará da mesma forma à beatitude eterna?” São Padre Pio de Pietrelcina