1. Não te alegres, Israel! Não exultes como os pagãos! Porque te prostituíste, afastando-te de teu Deus. E amaste o salário impuro em todas as eiras de trigo.*

2. A eira e o lagar não os alimentarão, e o vinho lhes faltará.

3. Não ficarão na terra do Senhor; os de Efraim voltarão para o Egito, e comerão na Assíria alimentos impuros.

4. Já não farão ao Senhor libações de vinho, nem oferecerão sacrifícios em sua honra. Seu pão será como um pão de luto: todos os que dele comerem se contaminarão. Essa refeição é para seus apetites e não para ser apresentada na casa do Senhor.*

5. Que fareis no dia de solenidade, no dia de festa consagrado ao Senhor?*

6. Ei-los que partem de uma terra devastada; o Egito os acolherá, Mênfis os sepultará; suas luxuosas residências serão cobertas de urtigas, e abrolhos invadirão suas tendas.

7. Eis que chegam os dias do castigo. Eis que chegam os dias da justiça. Israel exclama: “O profeta está louco, o homem inspirado delira”. À enormidade de teu pecado junta-se a de tua perseguição.*

8. Efraim, o povo de meu Deus, espreita o profeta, arma-lhe ciladas em todos os caminhos, e persegue-o até na casa de seu Deus.

9. Estão profundamente corrompidos, como no tempo de Gabaá. Deus se lembrará de suas faltas, e punirá os seus pecados.

10. Encontrei Israel como cachos de uvas no deserto; vi os vossos pais como os primeiros frutos da figueira. Porém, chegados a Baal-Fegor, consagraram-se a um objeto infame, e tornaram-se tão abomináveis como as coisas que amavam.*

11. A glória de Efraim desaparecerá como uma ave: não haverá mais nascimento, nem gravidez e nem sequer concepção!

12. E mesmo os filhos que conseguirem criar, eu os privarei deles antes que se tornem homens. E ai deles, quando eu os abandonar!

13. Efraim, pelo que vi, persegue a mãe de seus filhos; Efraim vai levar seus filhos ao que lhes há de tirar a vida.*

14. Dai-lhes Senhor... – que lhes dareis? Dai-lhes entranhas que abortem e seios secos!

15. Toda a sua maldade aparece em Guilgal; foi ali que lhes concebi aversão. Por causa de suas más ações, eu os expulsarei de minha casa: vou retirar-lhes o meu amor; todos os seus chefes são rebeldes.

16. Efraim foi decepado, sua raiz secou, não dará mais fruto. Mesmo que lhe nasçam filhos, exterminarei o fruto querido de suas entranhas.

17. Meu Deus os rejeitará, porque não o atenderam; andarão errantes entre as nações.

Bíblia Ave Maria - Kaikki oikeudet pidätetään.

9,1. Reprovação das festas populares, infectadas de idolatria, com as quais se terminava a colheita. Salário impuro: o proveito material da prosperidade agrícola esperada do culto cananeu.

9,4. A casa onde morria alguém ficava manchada por sete dias, com tudo o que ela continha. Ver Nm 19,14; Dt 26,14. O mesmo se passará com a terra estrangeira. Ver Am 7,17.

9,5. Todas as cerimônias do culto serão abolidas.

9,7. Versículo controvertido. Parece ser Oseias quem se queixa de ser considerado como um demente e perseguido.

9,10. Baal-Fegor: foi ali que os israelitas se iniciaram no culto pagão local. Ver Nm 25,1-5.

9,13. Texto corrompido. Tradução conjetural.




“Não há nada mais inaceitável do que uma mulher caprichosa, frívola e arrogante, especialmente se é casada. Uma esposa cristã deve ser uma mulher de profunda piedade em relação a Deus, um anjo de paz na família, digna e agradável em relação ao próximo.” São Padre Pio de Pietrelcina