Encontrados 223 resultados para: vinho

  • Tendo bebido vinho, embriagou-se, e apareceu nu no meio de sua tenda. (Gênesis 9, 21)




  • Melquisedec, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, mandou trazer pão e vinho,* (Gênesis 14, 18)

  • Elas fizeram, pois, o seu pai beber vinho naquela noite. Então, a mais velha entrou e dormiu com ele; ele, porém, nada notou, nem quando ela se aproximou dele, nem quando se levantou. (Gênesis 19, 33)

  • No dia seguinte, disse ela à sua irmã mais nova: “Dormi ontem com meu pai, façamo-lo beber vinho ainda uma vez, esta noite, e dormirás com ele para nos assegurarmos uma posteridade”. (Gênesis 19, 34)

  • “(Então) serve-me, para que eu coma de tua caça, meu filho, e minha alma te abençoe.” Jacó serviu-lhe e ele comeu; e trouxe-lhe também vinho, do qual ele bebeu. (Gênesis 27, 25)

  • Deus te dê o orvalho do céu e a gordura da terra, uma abundância de trigo e de vinho! (Gênesis 27, 28)

  • Isaac respondeu-lhe: “Eu o constituí teu senhor, e dei-lhe todos os seus irmãos por servos e o estabeleci na posse do trigo e do vinho. Que posso ainda fazer por ti, meu filho?”. (Gênesis 27, 37)




  • Amarra à videira o jumentinho, à cepa o filho da jumenta. Lava com o vinho suas vestes, com o sangue das uvas o seu manto. (Gênesis 49, 11)

  • O vinho aumenta o brilho de seus olhos, seus dentes são brancos como o leite. (Gênesis 49, 12)

  • Com o primeiro cordeiro oferecerás a décima parte de um efá de flor de farinha amassada com um quarto de hin de óleo de olivas esmagadas, e como libação um quarto de hin de vinho. (Êxodo 29, 40)

  • “Não beberás vinho nem cerveja, tu e teus filhos, quando entrardes na tenda de reunião, para que não morrais. Essa é uma lei perpétua para vossos descendentes,* (Levítico 10, 9)

  • ajuntando a ele uma oferta de dois décimos de flor de farinha amassada com óleo, como sacrifício pelo fogo de agradável odor ao Se­nhor. A libação será de um quarto de hin de vinho. (Levítico 23, 13)




“Mesmo quando perdemos a consciência deste mundo, quando parecemos já mortos, Deus nos dá ainda uma chance de entender o que é realmente o pecado, antes de nos julgar. E se entendemos corretamente, como podemos não nos arrepender?” São Padre Pio de Pietrelcina