1. Sabendo Adonisedec, rei de Jerusalém, que Josué se tinha apo­derado de Hai e a havia votado ao interdito, que fizera a Hai e ao seu rei como tinha feito a Jericó e a seu rei, e que os gabaonitas tinham feito paz com Israel e habitavam com ele,

2. teve grande medo. Gabaon era, com efeito, uma grande cidade, uma cidade real, maior que Hai, e toda a sua população muito guerreira.

3. Ado­nisedec, rei de Jerusalém, mandou dizer a Hoam, rei de Hebron, a Farão, rei de Jarmut, a Jáfia, rei de Laquis, e a Dabir, rei de Eglon:

4. “Vinde comigo e ajudai-me a ferir Gabaon, porque fez paz com Josué e os israelitas”.

5. Unidos assim os cinco reis dos amorreus, o rei de Jerusalém, o rei de Hebron, o rei de Jarmut, o rei de Laquis e o rei de Eglon, saíram com todos os seus exércitos e acamparam diante de Gabaon, sitiando-a.

6. Os habitantes de Gabaon enviaram então a seguinte mensagem a Josué, que estava acampado em Gálgala: “Não abandones os teus servos; vem ao nosso encontro sem demora, traze-nos socorro e livra-nos, porque todos os reis dos amor­reus da montanha se coligaram contra nós”.

7. Josué subiu de Gálgala com todos os seus guerreiros e todos os seus valentes.

8. O Senhor disse-lhe: “Não os temas, porque os entreguei em tuas mãos; nenhum deles te poderá resistir”.

9. Josué, tendo passado toda a noite a subir de Gálgala, caiu de repente sobre eles.

10. O Senhor semeou no meio deles o terror diante de Israel, e este infligiu-lhes uma terrível derrota diante de Gabaon, e perseguiu-os pelo caminho que sobe a Bet-Horon, batendo-os até Azeca e Maceda.

11. Enquanto fugiam diante de Israel, na descida de Bet-Horon, o Senhor mandou sobre eles do céu uma tempestade de granizo até Azeca; e foram mais numerosos os que morreram sob essa chuva de pedras do que os que pereceram pela espada dos israe­litas.

12. Josué falou ao Senhor no dia em que ele entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse em presença dos israelitas: “Sol, detém-te em Ga­baon, e tu, ó lua, no vale de Aialon”.

13. E o sol parou e a lua não se moveu até que o povo se vingou de seus inimigos. Isso acha-se escrito no Livro do Justo. O sol parou no meio do céu e não se apressou a pôr-se pelo espaço de quase um dia inteiro.*

14. Não houve, nem antes nem depois, um dia como aquele, em que o Senhor tenha obedecido à voz de um homem, porque o Senhor combatia por Israel.

15. Depois disso, Josué com toda a sua tropa voltou para o acampamento de Gálgala.

16. Ora, os cinco reis tinham fugido e tinham se escondido numa caverna, em Maceda.

17. E noticiaram-no a Josué: “Foram encontrados os cinco reis escondidos numa caverna em Maceda”.

18. Josué respondeu: “Rolai grandes pedras para a entrada da caverna e ponde homens junto a ela em guarda.

19. Vós, porém, não vos detenhais, mas persegui vossos inimigos; não os deixeis entrar em suas cidades, porque o Senhor, vosso Deus, os entregou em vossas mãos”.

20. Tendo Josué e os israelitas acabado de massa­crá-los, até o extermínio – apenas uns pou­cos puderam escapar e recolher-se às suas cidades fortes –,

21. todo o povo voltou tranquilamente ao acampamento, junto de Josué, em Maceda, e ninguém se atreveu a abrir a boca contra os filhos de Israel.

22. Josué disse então: “Abri a entrada da caverna e trazei-me os cinco reis que lá estão”. Assim o fizeram.

23. Foram tirados da caverna os cinco reis, o rei de Jerusalém, o rei de Hebron, o rei de Jarmut, o rei de Laquis e o rei de Eglon.

24. Quando foram conduzidos a Josué, ele chamou todos os homens de Israel e disse aos chefes dos guerreiros que o tinham acompanhado: “Aproximai-vos e ponde o pé sobre o pescoço destes reis”. Tendo-se eles aproximado e posto o pé sobre o pescoço deles,

25. disse-lhes de novo: “Não temais, nem tremais. Tende coragem e sede fortes, porque é assim que fará o Senhor a todos os inimigos que haveis de combater”.

26. Dizendo isso, Josué feriu-os de morte e suspendeu-os em cinco árvores, onde estiveram até a tarde.

27. Ao pôr do sol, mandou que fossem descidos das árvores e lançados na caverna onde se tinham refugiado, e puseram à entrada grandes pedras, que ali se encontram ainda hoje.

28. No mesmo dia apoderou-se Josué de Maceda, e passou-a a fio de espada juntamente com seu rei; votou ao interdito a cidade com todo ser vivo que nela havia, sem nada poupar. E fez ao rei de Maceda como tinha feito ao rei de Jericó.

29. Passou em seguida com todo o Israel a Lebna e atacaram-na.

30. O Senhor entregou-a com seu rei nas mãos de Israel, que passou a fio da espada a cidade com todo ser vivo que nela havia, não deixando escapar nenhum. E fez ao seu rei como tinha feito ao rei de Jericó.

31. De Lebna passou Josué com todo o Israel a Laquis, onde levantou o seu acampamento, sitian­do-a.

32. O Senhor lhe entregou, e Israel apoderou-se dela no segundo dia, passando-a a fio da espada com todo ser vivo, como tinha feito a Lebna.

33. Então, Horam, rei de Gazer, veio em socorro de Laquis, mas Josué o derrotou com todo o seu povo até o extermínio completo.

34. De Laquis, passou Josué com todo o seu povo a Eglon; levantaram ali o seu acampamento e atacaram-na.

35. Tomaram-na no mesmo dia e passaram-na a fio da espada, votando ao interdito todo ser vivo, como tinha feito a Laquis.

36. Subiu em seguida com todo o Israel de Eglon a Hebron e atacaram-na.

37. Tomaram He­bron e passaram a fio da espada a cidade com seu rei, seus arrabaldes e todo ser vivo, sem nada deixar escapar, como tinham feito a Eglon. A cidade foi votada ao interdito com todo ser vivo.

38. Dali Josué, com todo o Israel, voltou-se contra Dabir e atacou-a;

39. apoderou-se dela, juntamente com seu rei, e passou-os a fio da espada. Votou ao interdito toda alma viva que nela se achava, sem nada poupar, e fez a Dabir e ao seu rei como tinha feito a He­bron e a Lebna com seus reis.

40. Josué feriu toda a terra: a montanha, o Negueb, a planície, as colinas com todos os seus reis, sem poupar ninguém, votando ao interdito tudo o que respirava, segundo a ordem do Senhor, Deus de Israel.

41. Tudo foi assim ferido por Josué, de Cades Barne a Gaza, toda a terra de Gósen até Gabaon.

42. Josué apoderou-se, de uma só vez, desse país e de seus reis, porque o Senhor, Deus de Israel, com­batia por ele.

43. Depois voltou Josué com todo o Israel para o acampamento de Gálgala.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.




Livraria Católica

Conheça esses e outros livros em nossa livraria.



“Não se desencoraje, pois, se na alma existe o contínuo esforço de melhorar, no final o Senhor a premia fazendo nela florir, de repente, todas as virtudes como num jardim florido.” São Padre Pio de Pietrelcina