1. Depois disso, tive uma visão: vi uma porta aberta no céu, e a voz que falara comigo, como uma trombeta, dizia: “Sobe aqui e eu te mostrarei o que está para acontecer depois disso”.

2. Imediatamente, fui arrebatado em espírito; no céu havia um trono, e nesse trono estava sentado um Ser.*

3. E quem estava sentado assemelhava-se pelo aspec­to a uma pedra de jaspe e de sardônica. Um halo, semelhante à esmeralda, nimbava o trono.

4. Ao redor havia vinte e quatro tronos, e neles, sentados, vinte e quatro Anciãos vestidos de vestes brancas e com coroas de ouro na cabeça.*

5. Do trono saíam relâmpagos, vozes e trovões. Diante do trono ardiam sete tochas de fogo, que são os sete Espíritos de Deus.*

6. Havia ainda diante do trono um mar límpido como cristal. Dian­te do trono e ao redor, quatro Animais vivos cheios de olhos na frente e atrás.*

7. O primeiro animal vivo assemelhava-se a um leão; o segundo, a um touro; o terceiro tinha um rosto como o de um homem; e o quarto era semelhante a uma águia em pleno voo.*

8. Esses Animais tinham cada um seis asas cobertas de olhos por dentro e por fora. Não cessavam de clamar dia e noite: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar”.

9. E cada vez que aqueles Animais rendiam glória, honra e ação de graças àquele que vive pelos séculos dos séculos,

10. os vinte e quatro Anciãos inclinavam-se profundamente diante daquele que estava no trono e prostravam-se diante daquele que vive pelos séculos dos séculos, e depunham suas coroas diante do trono, dizendo:

11. “Tu és digno, Senhor, nosso Deus, de receber a honra, a glória e a majestade, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade é que existem e foram criadas”.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.

4,2. Um Ser: esse soberano simboliza a essência invisível da divindade em sua primeira fonte, o Pai.

4,4. Anciãos: à testa da hierarquia angélica, uma espécie de Senado celeste.

4,5. Trovões: imagens tradicionais das tremendas manifestações do poder que cercam a majestade divina. Sete Espíritos: ou melhor, o Espírito Santo septiforme e não anjos. Cf. 1,4.

4,6. Um mar: o firmamento no qual as águas superiores formam como que o solo transparente da corte de Deus.

4,7. Alguns elementos dessa visão foram sugeridos por Ezequiel (1 e 10), e por Isaías (6). As nobres criaturas, os Animais vivos, sem nada de animal em si, ocupam o cimo da hierarquia celeste. As suas formas evocam o que há de mais nobre, de mais robusto, de mais sábio e de mais rápido. Imersos no seio da divindade e lançando os seus olhares sempre despertos ao mundo, eles representam a ação vivificante de Deus sobre as quatro re­giões da terra. Mas João não pode indicar claramente a sua situação.




Livraria Católica

Conheça esses e outros livros em nossa livraria.



“O meu passado, Senhor, à Tua misericórdia. O meu Presente, ao Teu amor. O meu futuro, à Tua Providência.” São Padre Pio de Pietrelcina