‚ÄúVoc√™ deve ter sempre prud√™ncia e amor. A prud√™ncia tem olhos; o amor tem pernas. O amor, como tem pernas, gostaria de correr a Deus. Mas seu impulso de deslanchar na dire√ß√£o dEle √© cego e, algumas vezes, pode trope√ßar se n√£o for guiado pela prud√™ncia, que tem olhos.‚ÄĚ S√£o Padre Pio de Pietrelcina