1. O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos olhos, o que temos contemplado e as nossas mãos têm apalpado no tocante ao Verbo da vida -

2. porque a vida se manifestou, e nós a temos visto; damos testemunho e vos anunciamos a vida eterna, que estava no Pai e que se nos manifestou -,

3. o que vimos e ouvimos nós vos anunciamos, para que também vós tenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo.

4. Escrevemo-vos estas coisas para que a vossa alegria seja completa.

5. A nova que dele temos ouvido e vos anunciamos é esta: Deus é luz e nele não há treva alguma.

6. Se dizemos ter comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não seguimos a verdade.

7. Se, porém, andamos na luz como ele mesmo está na luz, temos comunhão recíproca uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado.

8. Se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.

9. Se reconhecemos os nossos pecados, (Deus aí está) fiel e justo para nos perdoar os pecados e para nos purificar de toda iniqüidade.

10. Se pensamos não ter pecado, nós o declaramos mentiroso e a sua palavra não está em nós.

Bíblia Ave Maria - Minden jog fenntartva.




“Por que a tentação passada deixa na alma uma certa perturbação? perguntou um penitente a Padre Pio. Ele respondeu: “Você já presenciou um tremor de terra? Quando tudo estremece a sua volta, você também é sacudido; no entanto, não necessariamente fica enterrado nos destroços!” São Padre Pio de Pietrelcina