18. de quo, cum stetissent accusatores, nullam causam deferebant, de quibus ego suspicabar malis;




“Que Maria seja toda a razão da sua existência e o guie ao porto seguro da eterna salvação. Que Ela lhe sirva de doce modelo e inspiração na virtude da santa humildade.” São Padre Pio de Pietrelcina