1. O rei Salomão, além da filha de Faraó, amou apaixonadamente muitas mulheres estrangeiras: Moabitas, Amonitas, Idumeias, Sidónias e Heteias,

2. pertencentes às nações das quais o Senhor tinha dito aos filhos de Israel: Não tomeis (para vós) as suas mulheres, nem eles as vossas, porque elas certissimamente vos perverterão os vossos corações, para seguirdes os seus ídolos. A estas nações se uniu Salomão, por causa dos seus amores.

3. Teve setecentas mulheres, que eram como rainhas, e trezentas mulheres secundárias. E as mulheres perverteram-lhe o coração. (ver nota)

4. Sendo já velho, o seu coração foi pervertido pelas mulheres, para seguir os deuses alheios; o seu coração não era perfeito diante do Senhor, seu Deus, como fora o coração de Davide, seu pai.

5. Salomão prestava culto a Astarte, deusa dos Sidónios, e a Moloc, ídolo dos Amonitas.

6. Salomão fez o que não era agradável ao Senhor, não seguiu o Senhor perfeitamente, como o tinha seguido Davide, seu pai.

7. Naquele tempo Salomão edificou um templo a Camos, ídolo dos Moabitas, no monte que está fronteiro a Jerusalém, e (outro templo) a Moloc, ídolo dos filhos de Amon.

8. Fez o mesmo (para agradar) a todas as suas mulheres estrangeiras, que queimavam incenso e sacrificavam aos seus deuses.

9. O Senhor irou-se contra Salomão, por se ter o seu espírito apartado do Senhor, Deus de Israel, que lhe tinha aparecido duas vezes

10. e lhe tinha proibido expressamente que seguisse deuses estrangeiros. Ele, porém, não observou o que o Senhor lhe mandara.

11. Disse, pois, o Senhor a Salomão: Visto que tu te portaste assim, não guardaste o meu pacto nem os mandamentos que te ordenei, eu rasgarei e dividirei o teu reino, e o darei a um dos teus servos.

12. Contudo não o farei em teus dias por atenção a Davide, teu pai; dividi-lo-ei (quando estiver) entre as mãos do teu filho.

13. Não lhe tirarei o reino todo, mas deixarei a teu filho uma tribo, em atenção a meu servo Davide e a Jerusalém, que eu escolhi.

14. Suscitou o Senhor um inimigo a Salomão: Adad, Idumeu, de sangue real, que vivia em Edom.

15. Quando Davide estava na Idumeia, foi Joab, general do seu exército, sepultar os que tinham sido mortos, e matou na Idumeia todos os varões,

16. (seis meses se demorou ali Joab, com todo o Israel, até matar todos os varões da Idumeia),

17. (nessa altura) este Adad fugiu de lá, e com ele os Idumeus, servos de seu pai, para se retirar ao Egipto. Adad era então de mui tenra idade.

18. Saindo de Madian, foram a Faran, levaram consigo homens de Faran e, entrando no Egipto, apresentaram-se a Faraó, rei do Egipto, o qual deu a Adad casa, consignou-lhe alimentos e adjudicou-lhe terras.

19. Adad caiu tanto em graça a Faraó que este o casou com a própria irmã da rainha Tafnes, sua mulher.

20. Desta irmã de Tafnes teve Adad um filho chamado Genubat, que Tafnes criou na casa de Faraó. Genubat habitava no palácio de Faraó, com os filhos do rei.

21. Quando Adad ouviu dizer, no Egipto, que Davide tinha adormecido com seus pais e que Joab, general do seu exército, tinha sido morto, disse a Faraó; Deixa-me ir para a minha terra.

22. Faraó disse-lhe: Pois que é que te falta em minha casa, para pensares em voltar para a tua terra? Ele respondeu-lhe: Nada; mas suplico-te que me deixes ir.

23. Suscitou-lhe Deus também por inimigo a Razon, filho de Eliada, o qual tinha fugido de Adadezer, rei de Soba, seu senhor.

24. Juntou gente contra ele, e fez-se capitão de ladrões (ou de guerrilhas), quando Davide derrotou (as tropas do seu senhor). Estes retiraram-se para Damasco, lá habitaram, e constituíram-no rei em Damasco.

25. Foi inimigo de Israel durante todo o reinado de Salomão. Ao mesmo tempo que Adad, fazia-lhe o mal que podia, pois odiava Israel. Reinou na Síria.

26. Também Jeroboão, filho de Nabat, Efrateu, de Sareda, servo de Salomão, cuja mãe era uma mulher viúva, chamada Sarva, se sublevou contra Salomão.

27. O motivo da rebelião contra ele foi que Salomão (à custa de pesados tributos) tinha edificado Melo e terraplanado o profundo vale da cidade de Davide, seu pai.

28. Jeroboão era um homem valente e poderoso; Salomão, vendo que era um jovem de boa índole e activo, tinha-o feito intendente dos tributos de toda a casa de José.

29. Ora aconteceu que, um dia, Jeroboão saiu de Jerusalém, e que Aias Silonita, profeta, coberto com uma capa nova, o encontrou no caminho. Estavam sós os dois no campo.

30. Aias, tomando a sua capa nova, de que vinha coberto, rasgou-a em doze partes

31. e disse a Jeroboão: Toma para ti dez retalhos, porque isto é o que diz o Senhor Deus de Israel: Eu rasgarei o reino das mãos de Salomão e dar-te-ei dez tribos.

32. A ele, porém, ficará um a tribo, em atenção a meu servo Davide e à cidade de Jerusalém, que eu escolhi dentre todas as tribos de Israel.

33. Salomão abandonou-me e adorou Astarte, deusa dos Sidónios, Camos, deus de Moab, e Moloc, deus dos filhos de Amon, e não andou pelos meus caminhos, para fazer o que era justo, diante de mim, e para observar os meus preceitos e as minhas leis, como Davide, pai.

34. Eu não lhe tirarei todo o reino das suas mãos, mas deixá-lo-ei governar todos os dias da sua vida por causa de Davide, meu servo, a quem escolhi, o qual guardou os meus mandamentos e os meus preceitos.

35. Tirai porém, o reino das mãos de seu filho, para te dar dez tribos;

36. ao seu filho darei um a tribo, para que fique sempre a meu servo Davide uma lâmpada diante de mim, em Jerusalém, a cidade que eu escolhi, a fim de o meu nome ser nela reverenciado.

37. Eu te tomarei, e tu reinarás sobre tudo o que a tua alma deseja. Serás rei em Israel.

38. Se tu ouvires tudo o que eu te ordenar, se andares pelos meus caminhos, se fizeres o que é recto diante de mim, guardando as minhas leis e os meus preceitos, como fez Davide, meu servo, eu serei contigo e te edificarei uma casa, que seja estável, como a que edifiquei a meu servo Davide, e te entregarei Israel.

39. Afligirei neste ponto a descendência de Davide, mas não para sempre.

40. Quis Salomão matar Jeroboão, mas ele retirou-se e fugiu para o Egipto, para junto de Sesac, rei do Egipto, onde ficou até à morte de Salomão.

41. O resto dos feitos de Salomão, tudo que ele fez, a sua sabedoria, tudo está escrito no livro dos Actos de Salomão.

42. O tempo que Salomão reinou em Jerusalém sobre todo o Israel foi de quarenta anos.

43. Salomão adormeceu com seus pais e foi enterrado na cidade de seu pai Davide. Roboão, seu filho, reinou em seu lugar.





“Padre Pio disse a um filho espiritual: Trabalhe! Ele perguntou: No que devo trabalhar, Padre? Ele respondeu: Em amar sempre mais a Jesus!” São Padre Pio de Pietrelcina