1. O Senhor Deus mostrou-me ainda outra visão: Vi uma cesta de frutos maduros.

2. O Senhor disse-me: Que vês tu, Amós? Respondi: Uma cesta de frutos maduros. E o Senhor disse-me: Chegou o fim do meu povo de Israel; não o deixarei impune por mais tempo.

3. Naquele dia, diz o Senhor Deus, os cantos do palácio serão gritos de aflição. Cadáveres lançados em qualquer parte! Silêncio!

4. Ouvi isto, vós, que pisais os pobres e fazeis perecer os desvalidos da terra

5. dizendo: Quando passará a lua nova, para vendermos o nosso trigo, e o sábado para abrirmos os celeiros, diminuindo o efa, aumentando o siclo e falseando a balança para defraudar (o próximo)?

6. Tornar-nos-emos senhores dos necessitados por dinheiro, e dos pobres por um par de sandálias, e venderemos (por bom preço) até as alimpas do nosso trigo.

7. O Senhor fez este juramento pela soberba de Jacob: Juro que me não esquecerei jamais de qualquer das suas obras.

8. Depois disto, não estremecerá a terra (de Israel), e não chorará todo o seu habitante? Todo o solo crescerá como o Nilo, agitar-se-á e abaixar-se-á como o rio do Egito (ao chegar ao mar).

9. Naquele dia farei, diz o Senhor Deus, que o sol se ponha ao meio-dia, e em pleno dia farei cobrir a terra de trevas.

10. Converterei as vossas festas em luto, e todos os vossos cânticos em pranto; porei um cilício sobre todos os rins e tornarei calva toda a cabeça; o luto será como o que se faz por um filho único, e o seu fim um dia de amargura.

11. Eis que vem o tempo, diz o Senhor, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a palavra do Senhor.

12. Vaguearão desde um mar até ao outro mar, desde o Aquilão até o oriente; andarão por toda a parte buscando a palavra do Senhor, e não a encontrarão.

13. Naquele dia desfalecerão à sede as formosas donzelas e os jovens.

14. Os que juram pelo pecado (i. e. o bezerro de ouro) de Samaria e dizem: Ó Dan, viva o teu Deus! - e: viva o caminho (ou idolatria) de Bersabée! - esses cairão e nunca mais se levantarão.





“Que Nossa Mãe do Céu tenha piedade de nós e com um olhar maternal levante-nos, purifique-nos e eleve-nos a Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina