Encontrados 52 resultados para: Balaão

  • Mandou, pois, mensageiros a Balaão, filho de Beor, em Petor, sobre o rio, na terra dos filhos de Amon, para que o chamassem e lhe dissessem: “Há aqui um povo que saiu do Egito, o qual cobre a face da terra, e estabeleceu-se diante de mim.* (Números 22, 5)




  • Os anciãos de Moab e de Madiã partiram levando consigo o preço da adivinhação. Chegando junto de Balaão, referiram-lhe as palavras de Balac. (Números 22, 7)

  • Balaão respondeu: “Passai a noite aqui, e vos darei a resposta que o Senhor me indicar”. Ficaram, pois, os chefes de Moab em casa de Balaão. (Números 22, 8)

  • Deus veio a Balaão e disse-lhe: “Quem é essa gente que tens em tua casa?”. (Números 22, 9)

  • Balaão respondeu a Deus: “É Balac, filho de Sefor, rei de Moab, que me manda dizer: (Números 22, 10)

  • Disse Deus a Balaão: “Não irás com eles, e não amaldiçoarás esse povo, porque é bendito”. (Números 22, 12)

  • Levantando-se Balaão pela manhã, disse aos chefes enviados por Balac: “Voltai para a vossa terra, pois o Senhor me proibiu de ir convosco”. (Números 22, 13)




  • Os chefes de Moab retomaram o caminho e voltaram para junto de Balac: “Balaão – disseram-lhe eles – recusou vir conosco”. (Números 22, 14)

  • Chegados junto a Balaão, disseram-lhe: “Eis a mensagem de Balac, filho de Sefor: Rogo-te que não recuses vir ter comigo. (Números 22, 16)

  • “Ainda que o vosso senhor me desse a sua casa cheia de prata e de ouro – respondeu Balaão aos servos de Balac – eu não poderia transgredir a ordem do Senhor, meu Deus, nem pouco nem muito, no que quer que seja. (Números 22, 18)

  • Deus veio a Balaão durante a noite e disse-lhe: “Já que essa gente te veio chamar, levanta-te e vai com eles. Mas só farás o que eu te disser”. (Números 22, 20)

  • Balaão levantou-se de manhã, selou sua jumenta e partiu com os chefes de Moab. (Números 22, 21)




“O temor e a confiança devem dar as mãos e proceder como irmãos. Se nos damos conta de que temos muito temor devemos recorrer à confiança. Se confiamos excessivamente devemos ter um pouco de temor”. São Padre Pio de Pietrelcina