Encontrados 271 resultados para: Babilônia

  • Ele estabele­ceu o seu reino primeiramente em Babilônia, Arac, Acad e Calane, na terra de Senaar. (Gênesis 10, 10)




  • O rei da Assíria mandou vir gente da Babilônia, de Cuta, de Ava, de Emat, de Sefar­vaim e os estabeleceu nas cidades de Samaria no lugar dos israelitas. Estes colonos tomaram posse da Samaria e instalaram-se em suas cidades. (II Reis 17, 24)

  • Naquele tempo, ouvindo o rei da Babilônia, Merodac-Baladã, que Ezequias se achava enfermo, mandou-lhe uma carta com presentes. (II Reis 20, 12)

  • O profeta Isaías foi ter com o rei e perguntou-lhe: “Que te disse aquela gente? De onde vieram esses homens para te visitar?”. “Vieram de uma terra longínqua, da Babilônia” – respondeu Eze­quias. (II Reis 20, 14)

  • Virão dias em que tudo o que se encontra em teu palácio, tudo o que ajuntaram os teus pais até o dia de hoje será levado para Babilônia. Nada ficará – diz o Senhor. (II Reis 20, 17)

  • Serão tomados mesmo os teus filhos que saírem de ti, que tiveres gerado, para se tornarem eunucos no palácio do rei da Babilônia.” (II Reis 20, 18)

  • Durante o reinado de Joaquim, Nabucodonosor, rei da Babilônia, subiu contra Joaquim, que se tornou seu vassalo por três anos. Depois revoltou-se contra ele. (II Reis 24, 1)




  • O rei do Egito cessou então suas expedições fora de sua terra, porque o rei da Babilônia se tinha apoderado de todas as possessões do rei do Egito, desde a torrente do Egito até o Eufrates. (II Reis 24, 7)

  • Foi nesse tempo que vieram os homens de Nabucodonosor, rei da Babilônia, contra Jerusalém e a sitiaram.* (II Reis 24, 10)

  • Joaquin, rei de Judá, foi ter com o rei da Babilônia, em companhia de sua mãe, suas tropas, seus oficiais e seus eunucos. E o rei da Babilônia o prendeu. Isso foi no oitavo ano de seu reinado. (II Reis 24, 12)

  • Deportou Joaquin para Babilônia, com sua mãe, suas mulheres, os eunucos do rei e os grandes da terra. (II Reis 24, 15)

  • Todos os homens de valor, em número de sete mil, os ferreiros e os artífices, em número de mil e todos os homens aptos para a guerra, o rei da Babilônia os deportou para Babilônia. (II Reis 24, 16)




“Invoquemos sempre o auxílio de Nossa Senhora.” São Padre Pio de Pietrelcina