Encontrados 15 resultados para: Amri

  • Quando o exército, que estava acampado ali, ouviu dizer que Zambri tinha conspirado contra o rei e o assassinara, todo o Israel constituiu imediatamente como seu rei o general Amri. (I Reis 16, 16)




  • Então se dividiu o povo de Israel em duas facções: metade era por Tebni, filho de Ginet e queria fazê-lo rei e metade por Amri. (I Reis 16, 21)

  • O partido de Amri prevaleceu contra o de Tebni, filho de Ginet. Tebni morreu e reinou Amri. (I Reis 16, 22)

  • No trigésimo primeiro ano de Asa, rei de Judá, Amri tornou-se rei de Israel e reinou durante doze anos. Depois de ter reinado seis anos em Tersa, (I Reis 16, 23)

  • Amri fez o mal aos olhos do Senhor, mais ainda que todos os seus predecessores. (I Reis 16, 25)

  • O restante da história de Amri, suas ações e seus grandes feitos, tudo isso se acha consignado no Livro das Crônicas dos reis de Israel. (I Reis 16, 27)

  • Amri adormeceu com seus pais e foi sepultado em Samaria. Seu filho Acab sucedeu-lhe no trono. (I Reis 16, 28)




  • No trigésimo oitavo ano de Asa, rei de Judá, Acab, filho de Amri, tornou-se rei de Israel e reinou vinte e dois anos sobre Israel em Samaria. (I Reis 16, 29)

  • Acab, filho de Amri, fez o mal aos olhos do Senhor e mais ainda que todos os seus predecessores. (I Reis 16, 30)

  • Ocozias tinha vinte e dois anos quando começou a reinar e reinou um ano em Jerusalém. Sua mãe chamava-se Atalia e era filha (neta) de Amri, rei de Israel. (II Reis 8, 26)

  • Filhos de Bocor: Zamira, Joás, Eliezer, Elioenai, Amri, Jermot, Abias, Anatot e Almat, (I Crônicas 7, 8)

  • Em Jerusalém, habitavam filhos de Judá, de Benjamim, de Efraim e de Manassés; de Farés, filho de Judá: Otei, filho de Amiud, filho de Amri, filho de Omrai, filho de Bani; dentre os silonitas: Asaías, filho mais velho e seus filhos; dentre os filhos de Zara: Jeuel e seus irmãos. Ao todo seiscentos. (I Crônicas 9, 6)




“A pessoa que nunca medita é como alguém que nunca se olha no espelho e, assim, não se cuida e sai desarrumada. A pessoa que medita e dirige seus pensamentos a Deus, que é o espelho de sua alma, procura conhecer seus defeitos, tenta corrigi-los, modera seus impulsos e põe em ordem sua consciência.” São Padre Pio de Pietrelcina