Encontrados 51 resultados para: Abrão

  • Taré, com a idade de setenta anos, gerou Abrão, Nacor e Aram. (Gênesis 11, 26)

  • Eis a descendência de Taré: Taré gerou Abrão, Nacor e Aram. (Gênesis 11, 27)

  • Abrão e Nacor casaram-se: a mu­lher de Abrão chamava-se Sarai, e a de Nacor, Melca, filha de Aram, pai de Melca e de Jesca. (Gênesis 11, 29)

  • Taré tomou seu filho Abrão, seu neto Ló, filho de Aram, e Sarai, sua nora, mulher de Abrão, seu filho, e partiu com eles de Ur da Caldeia, indo para a terra de Canaã. Chegados a Harã, estabeleceram-se ali. (Gênesis 11, 31)

  • O Senhor disse a Abrão: “Deixa tua terra, tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que eu te mostrar.* (Gênesis 12, 1)

  • Abrão partiu como o Senhor lhe tinha dito, e Ló foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos, quando partiu de Harã. (Gênesis 12, 4)

  • Abrão atravessou a terra até Siquém, até o carvalho de Moré. Os cananeus estavam então naquela terra. (Gênesis 12, 6)

  • O Senhor apareceu a Abrão e disse-lhe: “Darei esta terra à tua posteridade”. Abrão edificou um altar ao Senhor, que lhe tinha aparecido. (Gênesis 12, 7)

  • Em seguida, partindo dali, foi para a montanha que está ao oriente de Betel, onde levantou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente e Hai ao oriente. Abrão edificou ali um altar ao Senhor, e invocou o seu nome. (Gênesis 12, 8)

  • Sobreveio, porém, uma fome na região; e sendo grande a miséria, Abrão desceu ao Egito para aí viver algum tempo. (Gênesis 12, 10)

  • Chegando Abrão ao Egito, os egíp­­­cios notaram que sua mulher era extremamente bela. (Gênesis 12, 14)

  • Por causa dela, Abrão foi bem tratado pelo faraó, e recebeu ovelhas, bois, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos. (Gênesis 12, 16)


“Quando fizer o bem, esqueça. Se fizer o mal, pense no que fez e se arrependa.” São Padre Pio de Pietrelcina