Encontrados 270 resultados para: águas

  • A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. (Gênesis 1, 2)

  • Deus disse: "Faça-se um firmamento entre as águas, e separe ele umas das outras". (Gênesis 1, 6)

  • Deus fez o firmamento e separou as águas que estavam debaixo do firmamento daquelas que estavam por cima. (Gênesis 1, 7)

  • Deus disse: "Que as águas que estão debaixo dos céus se ajuntem num mesmo lugar, e apareça o elemento árido." E assim se fez. (Gênesis 1, 9)

  • Deus chamou ao elemento árido TERRA, e ao ajuntamento das águas MAR. E Deus viu que isso era bom. (Gênesis 1, 10)

  • Deus disse: "Pululem as águas de uma multidão de seres vivos, e voem aves sobre a terra, debaixo do firmamento dos céus." (Gênesis 1, 20)

  • Deus criou os monstros marinhos e toda a multidão de seres vivos que enchem as águas, segundo a sua espécie, e todas as aves segundo a sua espécie. E Deus viu que isso era bom. (Gênesis 1, 21)

  • E Deus os abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra." (Gênesis 1, 22)

  • Passados os sete dias, as águas do dilúvio precipitaram-se sobre a terra. (Gênesis 7, 10)

  • O dilúvio caiu sobre a terra durante quarenta dias. As águas incharam e levantaram a arca, que foi elevada acima da terra. (Gênesis 7, 17)

  • As águas inundaram tudo com violência, e cobriram toda a terra, e a arca flutuava na superfície das águas. (Gênesis 7, 18)

  • As águas engrossaram prodigiosamente sobre a terra, e cobriram todos os altos montes que existem debaixo dos céus; (Gênesis 7, 19)

“O amor tudo esquece, tudo perdoa, sem reservas.” São Padre Pio de Pietrelcina