Encontrados 123 resultados para: ≠nhor

  • E o Senhor respondeu-lhe: ‚ÄúN√£o! Mas aquele que matar Caim ser√° punido sete vezes‚ÄĚ. Ent√£o, o Se¬≠nhor p√īs em Caim um sinal para que, se algu√©m o encontrasse, n√£o o matasse.* (G√™nesis 4, 15)




  • O Se¬≠nhor ent√£o disse: ‚ÄúMeu esp√≠rito n√£o perma¬≠necer√° para sempre no homem, porque todo ele √© carne, e a dura√ß√£o de sua vida ser√° s√≥ de cento e vinte anos‚ÄĚ. (G√™nesis 6, 3)

  • Ele foi um grande ca√ßador diante do Se¬≠nhor. Donde a express√£o: ‚ÄúComo Nemrod, grande ca√ßador diante do Eterno‚ÄĚ. (G√™nesis 10, 9)

  • Depois desses aconteci¬≠men¬≠tos, a palavra do Se¬≠nhor foi dirigida a Abr√£o, numa vis√£o, nestes termos: ‚ÄúNada temas, Abr√£o! Eu sou o teu protetor; tua recompensa ser√° muito grande‚ÄĚ. (G√™nesis 15, 1)

  • O velho Abra√£o estava avan√ßado em idade, e o Se¬≠nhor o tinha aben√ßoado em todas as coisas. (G√™nesis 24, 1)

  • ‚ÄúBendito seja ‚Äď exclamou ele ‚Äď o Senhor, o Deus de Abra√£o, meu Senhor, que n√£o faltou com sua bondade e sua fidelidade para com ele. O Senhor conduziu-me diretamente √† casa dos parentes de meu se¬≠nhor‚ÄĚ. (G√™nesis 24, 27)

  • Que o meu se¬≠nhor v√°, pois, adiante de seu servo; eu seguirei devagar, ao passo do rebanho que vai adiante de mim, e ao passo dos meninos, at√© que chegue √† casa de meu senhor em Seir‚ÄĚ. (G√™nesis 33, 14)




  • ‚ÄúGuarde ela o meu pe¬≠nhor ‚Äď respondeu Jud√° ‚Äď n√£o nos tornemos rid√≠culos! Eu mandei o cabrito; tu, por√©m, n√£o a encontraste.‚ÄĚ (G√™nesis 38, 23)

  • Seu se¬≠nhor viu que o Senhor estava com ele e lhe fazia prosperar tudo o que empreendia. (G√™nesis 39, 3)

  • Ent√£o Jud√° adiantou-se e disse a Jos√©: ‚ÄúRogo-te, meu se¬≠nhor, que permitas ao teu servo dizer uma palavra aos ouvidos do meu senhor, e n√£o se acenda a tua ira contra o teu servo, porque tu √©s como o pr√≥prio fara√≥. (G√™nesis 44, 18)

  • Rogo-te, pois: aceita que teu servo fique escravo de meu se¬≠nhor em lugar do menino, para que este possa voltar com seus irm√£os. (G√™nesis 44, 33)

  • O Se¬≠nhor disse-lhe: ‚ÄúO que tens na m√£o?‚ÄĚ. ‚ÄúUma vara.‚ÄĚ (√äxodo 4, 2)




‚ÄúSubamos sem nos cansarmos, sob a celeste vista do Salvador. Distanciemo-nos das afei√ß√Ķes terrenas. Despojemo-nos do homem velho e vistamo-nos do homem novo. Aspiremos √† felicidade que nos est√° reservada.‚ÄĚ S√£o Padre Pio de Pietrelcina