9. O Novo Testamento

Ao longo do século I vão se formando as Escrituras cristãs. A língua em que foram escritos os livros do Novo Testamento é o grego (o grego no Império Romano era como o inglês em nossos dias - a língua universal). Colecionam-se as epístolas de Paulo como livros inspirados. As várias tradições orais sobre a vida de Jesus e seus ensinamentos se cristalizam nos evangelhos. Em torno do ano 50 temos o Evangelho de Mateus escrito em aramaico. O Evangelho de Marcos é redigido por volta de 64, em Roma. O Evangelho de Lucas, o Evangelho de Mateus em grego e os Atos dos Apóstolos aparecem a partir do ano 70.

Outros apóstolos e figuras ilustres também redigiram epístolas. Pedro (1Pd c. 64, 2Pd entre 70 e 80), João (1Jo, mais ou menos em 95, 2Jo e 3Jo foram escritas um pouco antes), Tiago (Tg em torno de 62) e Judas (Jd entre 70 e 80). A epístola aos Hebreus é datada por volta do ano 67.

Ainda assim, a fixação do cânone do Novo Testamento levaria um bom tempo. Juntamente com os livros inspirados circulavam inúmeros evangelhos, epístolas, atos de apóstolos e apocalipses apócrifos.





“Façamos o bem, enquanto temos tempo à nossa disposição. Assim, daremos glória ao nosso Pai celeste, santificaremos nós mesmos e daremos bom exemplo aos outros.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.