21. kai roboam uioV salwmwn ebasileusen epi iouda uioV tessarakonta kai enoV eniautwn roboam en tw basileuein auton kai deka epta eth ebasileusen en ierousalhm th polei hn exelexato kurioV qesqai to onoma autou ekei ek paswn fulwn tou israhl kai to onoma thV mhtroV autou naama h ammanitiV





“A prática das bem-aventuranças não requer atos de heroísmo, mas a aceitação simples e humilde das várias provações pelas quais a pessoa passa.” São Padre Pio de Pietrelcina