Encontrados 22 resultados para: dignos

  • Quem entre os deuses é semelhante a vós, Senhor? Quem é semelhante a vós, glorioso por vossa santidade, temível por vossos feitos dignos de louvor, e que operais prodígios? (Êxodo 15, 11)

  • Foi, sem dúvida, porque eu não era digna deles; ou talvez não eram eles dignos de mim; ou então me destinastes a outro homem. (Tobias 3, 19)

  • Façamos agora laços de amizade, dá-me tua filha por esposa e serei teu genro, e vos cumularei, a ti e a ela, com presentes dignos de vós. (I Macabeus 10, 54)


  • Macabeu, à vista dessa multidão imensa, do aparato de armas tão diversas e do aspecto temível dos elefantes, estendeu as mãos para o céu e invocou o Senhor que opera prodígios. Sabia muito bem que não é o poderio das armas que obtém a vitória, senão que Deus a decide, outorgando-a aos que ele julga dignos dela. (II Macabeus 15, 21)

  • e por terem sofrido um pouco, receberão grandes bens, porque Deus, que os provou, achou-os dignos de si. (Sabedoria 3, 5)

  • Os que põem sua confiança nele compreenderão a verdade, e os que são fiéis habitarão com ele no amor: porque seus eleitos são dignos de favor e misericórdia. (Sabedoria 3, 9)

  • Ela mesma vai à procura dos que são dignos dela; ela lhes aparece nos caminhos cheia de benevolência, e vai ao encontro deles em todos os seus pensamentos, (Sabedoria 6, 16)

  • Que Deus me permita falar como eu quisera, e ter pensamentos dignos dos dons que recebi, porque é ele mesmo quem guia a sabedoria e emenda os sábios, (Sabedoria 7, 15)

  • porque se os inimigos de vossos filhos, dignos de morte, vós os haveis castigado com tanta prudência e longanimidade, dando-lhes tempo e ocasião para se emendarem, (Sabedoria 12, 20)

  • o fidalgo, porém, tem pensamentos dignos, e um procedimento nobre. (Isaías 32, 8)

  • Disse depois a seus servos: O festim está pronto, mas os convidados não foram dignos. (São Mateus 22, 8)

  • mas os que serão julgados dignos do século futuro e da ressurreição dos mortos não terão mulher nem marido. (São Lucas 20, 35)

“No tumulto das paixões terrenas e das adversidades, surge a grande esperança da misericórdia inexorável de Deus. Corramos confiantes ao tribunal da penitência onde Ele, com ansiedade paterna, espera-nos a todo instante.” São Padre Pio de Pietrelcina