Encontrados 415 resultados para: dez

  • Todo o tempo da vida de Cainã foi de novecentos e dez anos; e morreu. (Gênesis 5, 14)




  • Cam, o pai de Canaã vendo a nudez de seu pai, saiu e foi contá-lo aos seus irmãos. (Gênesis 9, 22)

  • Mas, Sem e Jafé, tomando uma capa, puseram-na sobre os seus ombros e foram cobrir a nudez de seu pai, andando de costas; e não viram a nudez de seu pai, pois que tinham os seus rostos voltados. (Gênesis 9, 23)

  • Após o nascimento de Taré, Nacor viveu ainda cento e dezenove anos, e gerou filhos e filhas. (Gênesis 11, 25)

  • Abrão, tendo ouvido que Ló, seu parente, ficara prisioneiro, escolheu trezentos e dezoito dos seus melhores e mais corajosos servos, nascidos em sua casa, e foi ao alcance dos reis até Dã. (Gênesis 14, 14)

  • Sarai tomou, pois, sua escrava, Agar, a egípcia, passado dez anos que Abrão ha­bitava a terra de Canaã, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido. (Gênesis 16, 3)

  • Abraão re­plicou: “Que o Senhor não se irrite se falo ainda uma última vez! Que será, se lá forem achados dez?”. E Deus respondeu: “Não a destruirei por causa desses dez”. (Gênesis 18, 32)




  • E, tendo tomado dez camelos do rebanho de seu senhor, partiu, levando as mãos cheias das riquezas de Abraão. E pôs-se a caminho, andando para a Mesopotâmia, para a cidade de Nacor. (Gênesis 24, 10)

  • Quando os camelos acabaram de beber, o homem tirou um anel de ouro pesando meio siclo e dois braceletes de ouro pesando dez siclos. (Gênesis 24, 22)

  • Ao que o irmão e a mãe de Rebeca responderam: “Fique a jovem ainda conosco alguns dias, ao menos dez dias; depois disto partirá”. (Gênesis 24, 55)

  • enquanto ele zombou de mim, mudando dez vezes o meu salário; mas Deus não lhe permitiu causar-me prejuízo. (Gênesis 31, 7)

  • Eis já vinte anos que estou em tua casa; servi-te catorze anos por tuas duas filhas, seis anos pelos teus rebanhos, e dez vezes modificaste o meu salário. (Gênesis 31, 41)




“Enquanto tiver medo de ser infiel a Deus, você não será’. Deve-se ter medo quando o medo acaba!” São Padre Pio de Pietrelcina