Encontrados 40 resultados para: deverá

  • Se, para resgatar sua vida, lhe for imposta uma quitação, ele deverá dar todo o preço que lhe tiver sido imposto. (Êxodo 21, 30)




  • Se a oblação que ofereces for cozida na grelha, deverá ser flor de farinha com azeite. (Levítico 2, 7)

  • Ele separará da oblação o que deverá ser oferecido como memorial, e o queimará no altar. Esse é um sacrifício consumido pelo fogo, de agradável odor ao Senhor. (Levítico 2, 9)

  • Qualquer oblação que oferecerdes ao Senhor deverá ser preparada sem fermento: não queimareis nada que contenha fermento ou mel em sacrifício feito pelo fogo ao Senhor. (Levítico 2, 11)

  • Se alguém pecar, fazendo, sem se dar conta, uma ação proibida por um mandamento do Senhor, será culpado e deverá arcar com a falta. (Levítico 5, 17)

  • O fogo deverá ser alimentado no altar, sem jamais se apagar. O sacerdote nele acende­rá lenha todas as manhãs; disporá sobre ele o holocausto e sobre ele queimará a gordura dos sacrifícios pacíficos. (Levítico 6, 5)

  • Se a vítima for oferecida por voto ou como oferta voluntária, deverá ser comida no dia da oblação. O que sobrar poderá ser comido no dia seguinte. (Levítico 7, 16)




  • O que restar ainda da carne da vítima no terceiro dia deverá ser queimado. (Levítico 7, 17)

  • Se alguém comer da carne de seu sacrifício pacífico no terceiro dia, esse sacri­fício não deverá ser aceito; ele não lhe será levado em conta; essa será uma coisa abominável, e quem dele tiver comido levará o peso de sua falta. (Levítico 7, 18)

  • A carne que tiver tocado alguma coisa impura não deverá ser comida. Será queimada no fogo. Todo homem puro poderá comer da carne do sacrifício pacífico. (Levítico 7, 19)

  • Quem tocar sua cama deverá lavar suas vestes, tomar banho em água, e ficará impuro até a tarde. (Levítico 15, 5)

  • Quem sentar sobre a cadeira onde esteve um homem atacado de gonor­reia deverá lavar suas vestes, tomar banho e ficará impuro até a tarde. (Levítico 15, 6)




“Que Nossa Senhora aumente a graça em você e a faça digna do Paraíso”. São Padre Pio de Pietrelcina