Se possuís algumas virtudes, que são fonte de boas obras, ou antes, precisamente por serdes rico em virtudes, perseverai na sua prática, fazei progressos constantes e, através delas, levai o combate de Cristo até à morte, a fim de que no último dia, no termo da vossa vida, recebais, por salário e recompensa do vosso trabalho, a coroa de glória e de honra. É por isso que Cristo, vosso único amor, vos diz no Apocalipse: «Sê fiel até à morte e dar-te-ei a coroa da vida» (Ap 2,10). Essa coroa não é senão a recompensa da vida eterna, cuja posse deve inflamar de desejo todos os cristãos. Levantai-vos pois, amiga de Deus, esposa de Jesus Cristo, pomba do Rei eterno, vinde, apressai-vos para as núpcias do Filho de Deus, porque toda a corte celeste vos espera, «está tudo pronto» (cf Mt 22,4; Lc 14,17).

Um servo belo e nobre está pronto para vos servir; um manjar delicado e delicioso está preparado para vos restabelecer; uma companhia doce a amável está pronta a partilhar a vossa alegria. Levantai-vos, pois, e apressai-vos!

Correi a estas núpcias porque um servo de grande beleza está preparado para vos servir. Este servo é a assembleia dos anjos, que digo eu? É o próprio Filho do Deus eterno! Pois não é Ele que Se apresenta como tal no santo evangelho? «Em verdade vos digo: vai cingir-Se, mandará que se ponham à mesa e há de servi-los» (Lc 12,37). Oh! Como será grande a glória dos pobres e dos desprezados quando forem servidos pelo Filho de Deus, o soberano Rei, e por todo o exército do Reino celeste.

Um alimento delicado e delicioso está também preparado para vos alimentar. O próprio Filho de Deus porá a mesa com suas mãos. Ele o afirma no santo evangelho: «Eu disponho do Reino a vosso favor, como meu Pai dispõe dele a meu favor, a fim de que comais e bebais à minha mesa, no meu Reino» (Lc 22,29-30). Oh! Como é suave e delicioso este alimento que Deus, na sua bondade, preparou para o pobre! Oh! Ditoso o que comer no Céu este pão preparado no seio da Virgem pelo fogo do Espírito Santo! «Quem come deste pão viverá eternamente» (Jo 6,58). O Rei celeste alimenta e restaura os eleitos com este pão, com este alimento, como está dito no Livro da Sabedoria: «Deste ao teu povo o alimento dos anjos» (Sab 16,20).


Livros recomendados

Bem-Aventurados os Pobres270 perguntas e respostas sobre sexo e amorComo Provar que Deus Existe





Comentários no Facebook:

comments