Vou mostrar-te claramente que é aqui em baixo que tens de acolher o Reino dos céus, todo inteiro, se nele quiseres entrar após a tua morte. Escuta Deus que te fala em parábolas: «A que é semelhante o reino de Deus, a que hei de compará-lo? É semelhante ao grão de mostarda que um homem tomou e lançou na sua horta. Cresceu, tornou-se árvore». Esse grão é o Reino dos céus, é a graça do Espírito divino, e a horta é o coração de cada homem, o sítio onde quem O recebeu esconde o Espírito no fundo de si mesmo, nas pregas das suas entranhas, para que ninguém O possa ver. E guarda-O com todo o cuidado, para que germine, para que Se torne uma árvore e Se eleve até ao céu.

Portanto, se disseres: «Não é aqui em baixo, mas só após a morte que acederão ao Reino todos os que o tiverem desejado com fervor», estás a alterar o sentido das parábolas do Salvador nosso Deus. E, se não tomares o grão, esse grão de mostarda, como Ele te disse, se não o lançares na tua horta, ficarás totalmente estéril. Pois é aqui que recebes a semente.

«Aqui em baixo, recebe o penhor», diz o Mestre; «aqui em baixo, recebe o selo. Já aqui, acende a tua lâmpada. Se fores sensato, é aqui em baixo que Me tornarei para ti a pérola (Mt 13,45), é aqui em baixo que serei o teu trigo e o teu grão de mostarda. É aqui em baixo que serei fermento e farei levedar a massa. É aqui que serei para ti como água e Me tornarei fogo abrasador. É aqui que Me tornarei a tua veste e o teu alimento e toda a tua bebida, se o desejares». Eis o que diz o Mestre: «Assim pois, se já aqui em baixo Me reconheceres como tal, também no céu Me possuirás inefavelmente e Eu tornar-Me-ei tudo para ti».


Livros recomendados

Suma Teológica (5Vols. – Completa)Coração de Cristo, OO Diabo, Lutero e o Protestantismo





Comentários no Facebook:

comments