O Senhor disse: «Vou reduzi-los ao pó da terra
e apagar a sua memória de entre os homens.
Se os hostilizasse como povo inimigo, não se ensoberbeceriam seus adversários? De certo diriam: ‘Foi o nosso poder que triunfou, não foi o Senhor que fez tudo isto!’
Se os hostilizasse como povo inimigo, não se ensoberbeceriam seus adversários? De certo diriam: ‘Foi o nosso poder que triunfou, não foi o Senhor que fez tudo isto!’
Mas temi a arrogância do inimigo,
o desprezo dos seus adversários.
Porque diriam: ‘Triunfou o nosso poder,
à nossa força não resiste o seu Deus’;
porque são um povo de insensatos,
neles não há discernimento.
Como poderia um só homem perseguir mil
e dois pôr em fuga dez mil,
se o seu Protetor os não tivesse abandonado,
se o Senhor não os entregasse às suas mãos?»
A mim pertencem a vingança e a retribuição, quando o pé deles resvalar, pois está próximo o dia da sua ruína; depressa virá o seu destino.
Está próximo o dia da ruína,
iminente o seu destino,
O Senhor fará justiça ao seu povo e terá compaixão dos seus servos, ao ver que as suas mãos fraquejam, que já não há escravo nem homem livre.’


Livros recomendados

Imitação de CristoAs parábolas de Jesus30 Minutos Para Mudar o Seu Dia





Comentários no Facebook:

comments