Caríssimos: Vede que admirável amor o Pai nos consagrou em nos chamar filhos de Deus. E somo-lo de facto. Se o mundo não nos conhece, é porque não O conheceu a Ele.
Caríssimos, agora somos filhos de Deus e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, na altura em que se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porque O veremos como Ele é.
Todo aquele que tem n’Ele esta esperança purifica-se a si mesmo, para ser puro, como Ele é puro.


Livros recomendados

Fé, Verdade, Tolerância: O Cristianismo e as Grandes Religiões do MundoA Inquisição – Um Tribunal de MisericórdiaA Paixão de Cristo Segundo o Cirurgião





Comentários no Facebook:

comments