Lucas apresenta uma genealogia que remonta do nascimento de Nosso Senhor até Adão e comporta setenta e duas gerações; deste modo, como que liga o fim ao principio, dando a entender que o Senhor foi Aquele que recapitulou em Si as nações dispersas desde Adão, as línguas e as gerações dos homens, incluindo o próprio Adão. É também por isso que Paulo chama a Adão «figura daquele que havia de vir» (Rom 5,14), porque o Verbo, Artesão do universo, tinha esboçado em Adão a futura história da humanidade de que Se revestiria o Filho de Deus. […]

Ao tornar-Se o Primogénito de entre os mortos (Col 1,18), e ao receber no seu seio os seus antigos pais, o Senhor fê-los renascer para a vida de Deus; tornou-Se o primeiro, o príncipe dos vivos, porque Adão se tinha tornado o príncipe dos mortos. […] Ao começar a sua genealogia no Senhor, fazendo-a remontar a Adão, Lucas indica que não foram os seus pais que deram a vida ao Senhor, mas foi Ele que os fez renascer no Evangelho da vida. Da mesma maneira, o nó da desobediência de Eva foi desatado pela obediência de Maria, porque a Virgem Maria desatou pela fé aquilo que a virgem Eva tinha atado pela sua incredulidade.

Era, pois, indispensável que, vindo ter com a ovelha perdida (Mt 18,12), recapitulando uma tão longa história, vindo à procura da sua obra, por Ele mesmo modelada (Lc, 19,10; Gn 2,8), o Senhor salvasse o homem que tinha sido feito à sua imagem e semelhança (Gn 1,26), isto é, Adão.





Livros Recomendados

Passagem de CalabarO Sacrifício da Palavra – A Liturgia da Missa Segundo Bento XVIA Virtude dos Campeões

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments