O que é, irmãos, a verdadeira alegria, senão o Reino dos céus? E o que é o Reino dos céus, senão Cristo Nosso Senhor? Sei que todos os homens desejam possuir uma alegria verdadeira. Aquele, porém, que quer alegrar-se com as colheitas sem cultivar o campo está equivocado; e engana-se aquele que pretende recolher frutos sem plantar árvores. Não se possui a verdadeira alegria sem justiça e paz. […] Presentemente, respeitando a justiça e possuindo a paz, penamos durante um curto período, como que debruçados sobre uma tarefa. Em seguida, contudo, alegrar-nos-emos sem fim com o fruto desse trabalho.

Escuta o apóstolo Paulo, que diz acerca de Cristo: «Ele é a nossa paz» (Ef 2, 14) […] E o Senhor, falando aos seus discípulos, diz-lhes: «Voltarei a ver-vos e o vosso coração alegrar-se-á, e ninguém poderá tirar-vos a vossa alegria». Que alegria é esta que ninguém poderá tirar-nos, senão Ele próprio, o vosso Senhor, que ninguém poderá tirar-vos?

Examinai, pois, a vossa consciência, irmãos; se nela reina a justiça, se quereis e desejais a todos a mesma coisa que a vós próprios, se a paz está em vós, não apenas com os vossos amigos, mas também com os vossos inimigos, sabei que o Reino dos céus, quer dizer Cristo Senhor, permanece em vós.




Comentários no Facebook:

comments